Era uma vez uma futura maratonista com um sonho muito distante de completar os 42.195 km. Tudo começou em 2008 com uma vontade de mudar de vida e transformar lazer em benefício estético e psicológico. As pequenas corridas foram completadas e os objetivos sempre aumentando. Em julho de 2010 tudo mudou, virei maratonista e comecei a sonhar com as ultras distâncias. Em julho de 2012 virei oficialmente Ultra e agora planejo futuras distâncias que me desafiem cada vez mais. Me descobri desesperadoramente apaixonada por km's.

Agora tenho o ano de 2013 inteiro para fazer o que for preciso para quem sabe ser aceita na BR 135 Solo em 2014. Trabalha e Confia!


Carrego no peito as medalhas e na memória os melhores momentos da minha vida.

Próximos desafios:

03 de Novembro de 2013 - Maratona

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Nada justifica o sumiço...

Nada justifica o sumiço, mas mesmo assim não custa tentar.

Então este é um post chato chamado justificativa chatas mas importantes até para registro. Fiquei envolvida com isso e não tinha ânimo para escrever antes de ver algum resultado.

No dia 01 de agosto comecei uma dieta restritiva, cortei o gluten e o açúcar. Eu sei isso não é dieta de corredor, mas preciso diminuir meu peso - questão de honra. Não tenho problemas com o espelhos (tks God) mas tenho um sério problema com foto de corrida (só as de corrida mesmo), é punk... essa fotinhos me matam, me quebram, me irritam... sou chata mesmo, tento fazer o melhor que posso para melhorar (meu pai é assim e me deixou essa coisa horrível de herança). Desde que comecei a correr meu peso não baixou, posso ter perdido medidas, mas balanças me odeiam.

Chega de balela e vamos ao que interessa. Primeira semana perdi 1 kg (pode até ter sido massa magra, mas doesn't matter, uma coisa de cada vez). Minha vontade de doce sumiu sem o gluten, minha vontade de comer também (a vida perdeu o sentido rsrs).
Resolvi também fazer um investimento alto em médicos, não poderia fazer isso sem a ajuda deles. Poderia me matar.
Estou com o um Clínico especializado em sindrome metábolica, um Otorrino, uma Nutricionista, um Fisioterapeuta, uma Fonoaudiologa, uma psicologa (exames cognitivos) - fora a terapia que continuo fazendo. Uma média de 10 consultas com cada um. Fali!!! Mas sigo em frente.
Em 4 semanas perdi 3 kgs, 3 cm de cintura, 1,5 cm em cada braço, 3,5 cm em cada perna (uau) e dois de quadril (essa bunda não tem jeito, não vai nunca, ainda bem que não vejo rs).

Bem é claro que meu desempenho na corrida não tem sido dos melhores, mas continuo correndo 3 X por semana com longões de 18 km, malhando mais 2 X sem falhar. Se tivesse começado isso aos 20, não teria que passar por tudo isso hoje. Mas tudo bem, nunca diga que os dias passados eram melhores rs.

Sei que é polêmico tudo isso, mas faço o que posso. Consigo comprar pão sem gluten e outros alimentos que me dão energia. A maratona de Buzios continua em vista e assim vamos correndo. Porque desistir não faz parte de mim.

Saudades blogueiras,
Katryny

6 comentários:

Eduardo Fernandes Walter disse...

Olá Katryny! Legal seu blog!Só de ler esse post ,acho que perdi uns 3kg,rs.Falando sério ,tbém tenho dificuldades em perder peso.E olha que tenho irmã nutricionista.Desde já ,seja bem vinda às Ultras. São as corridas mais incríveis e as pessoas mais legais que eu na conheci nas corridas.Abração e continue correndo!!!

Dani disse...

Oi Katryny,

Eu tb não perdi peso depois que comecei a correr, na realidade eu ganhei....rs.

Muito bom ler o seu blog. Me deu ânimo e incentivo pra ir treinar hj, estava desanimada. Obrigada!!!!....rs.

Bjos,
Dani
correndoemagrecendo.blogspot.com

DricaPeixoto disse...

Eu ganhei 3kg antes da Meia do RJ e não consigo perder desde então. Mas eles vão embora, ahhhh se vão.

Boa sorte com a dieta! Beijos

Sergio disse...

Katryny,
3 kgs já é muita coisa, parabéns pela persistência! Bons treinos!
bjs
Sergio
corredorfeliz.blogspot.com

Luciana disse...

Nem precisa né Katryny!!! Tá muito bem!!!!

Bjs
Lu

Joka disse...

Ta bem pacas, boa semana guerreira !!!!!

Postar um comentário