Era uma vez uma futura maratonista com um sonho muito distante de completar os 42.195 km. Tudo começou em 2008 com uma vontade de mudar de vida e transformar lazer em benefício estético e psicológico. As pequenas corridas foram completadas e os objetivos sempre aumentando. Em julho de 2010 tudo mudou, virei maratonista e comecei a sonhar com as ultras distâncias. Em julho de 2012 virei oficialmente Ultra e agora planejo futuras distâncias que me desafiem cada vez mais. Me descobri desesperadoramente apaixonada por km's.

Agora tenho o ano de 2013 inteiro para fazer o que for preciso para quem sabe ser aceita na BR 135 Solo em 2014. Trabalha e Confia!


Carrego no peito as medalhas e na memória os melhores momentos da minha vida.

Próximos desafios:

03 de Novembro de 2013 - Maratona

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Retrô 2011 - Ano Maluco Beleza

Como eu estava com saudades de escrever... mas faltava tempo e inspiração. Essa semana não tive desculpas, tirei uns dias de folga e uma retrospectiva 2011 me “assombrava” rs...
Assombrava, porque o aninho viu, pareceu mais um cardiograma, fazia tempo que não vivia isso e se é que algum dia eu vivi, tudo intenso demais. Entrei em 2011 já sabendo que viraria a terceira década, então a promessa era 30 presentes especiais e viver o que bem quisesse na hora que eu quisesse do jeito que eu quisesse. Daí veio o cardiograma, sofri as conseqüências de tudo isso rs... relaxem que não foi nada sem juízo porque isso não me falta rs.

Engraçado que até ontem achei que não tinha feito nada, minha mãe me perguntou como foi o meu ano e eu disse que não tinha feito nada rsrs... aí lembrei das 50 milhões de coisas que fiz, e que quando a gente muito faz tem a impressão que não fez nada. Sai como um trem desenbestado por aí e me diverti horrores, foi o ano da diversão desde o dia 01 de janeiro. E quem foi que disse que quem só se diverte é feliz?? Mentiu! rsrs
Bom mesmo é viver com calma.

Fazendo a retrô 2011 da minha vida na corrida, e tentando lembrar de tudo que aconteu (coisa dificil rs) posso dizer que em abril venci o temor da segunda maratona (aqui foi o divisor de águas, ou gostava ou não gostava desse negócio de muitas horas correndo) e fiz a meia da ponte edição histórica, depois de 10 anos sem o evento (20 km de ponte, sofri!).
Em julho decidi em cima da hora sem inscrição sem nada participar da meia do Rio, peguei um avião e despenquei até lá, revi amigos e bati meu recorde, fiz a prova inteira a 10 kmh, a prova com mais de 21.600, terminei com 2h09.
Em novembro fiz uma grande aventura, participei sozinha da K42 na Patagônia, minha primeira prova de montanha com 7h20 de pura emoção.
Em dezembro, mais uma vez em cima da hora despenquei para BH para o QG Baleias (que viagem maravilhosa) e de quebra ainda bati meu recorde com muitos minutos a menos.
E fora isso tive dias de treinos maravilhosos, fiz amigos maravilhosos e especias. Também me decepcionei com alguns porque acredito mais do que devia nas pessoas. Mas decepção não mata, ensina a viver. Para cada amigo (colega) louco que se mostra visivel, aparecem milhões de outros agradáveis e sem outras intenções, afinal a corrida é ou não um ambiente diferente? Então corredores, nosso objetivo principal é correr e depois nos relacionar e divertir (porque tudo isso é bom d+). Não vamos levar picuinhas, mentiras, ignorância e confusão que são mais comuns em outros ambientes para esse universo maravilhoso do esporte, até porque a palavra dita(escrita) nunca mais volta atrás, já era. Prefiro acreditar que isso não é comum entre nós.

Fazendo um balanço geral, não me arrependo de nenhuma viagem loucura que fiz, nenhuma corrida maluca que participei, nenhuma madrugada acordada correndo, nenhuma ladeira sofrida correndo, não me arrependo nem mesmo das dores, aliás essa é a MELHOR parte. Adoro dor da corrida, elas me fazem feliz rs.
Se eu fosse contar as tragédias desse ano para o carroceiro no mínimo o burro iria chorar, mas nem o dente quebrado por uma coisa idiota na semana passada me tira o humor e a minha vontade de SONHAR GRANDE. Quero mesmo é viver, e espero ter aprendido nesse ano louco desgovernado que posso fazer isso com calma. Será que vou conseguir? Calma eu? Posso tentar.
Vivi rapidamente, posso até dizer que devo ter oxidado muito mais rápido, mas termino com a missão comprida: projetos de corrida realizados, 30 países aos trinta (passagem para o país 30 comprada) e meu corpinho de 20 anos de volta - quase, faltaram só uns 3 quilinhos rs (casar engorda povo, e não é 80 km de corrida por semana que emagrece).

Projetos para 2012? Incontáveis, inclusive trabalhar muito para realizá-los rs. Vou deixar esse assunto para daqui a pouco. Ainda quero escrever todos eles antes do meu ano começar.

Beijos saudosos do que vivi e esperançosos do que ainda há por vir

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Saia do meu pé!

O lesão chata no pé, que droga!

Tá duro treinar, tá duro ter paciência!

Mas eu não desisto nunca! Rsrsrs
Tome Scaflan, gelo, e o que mais for preciso. Ontem corri bem leve e só senti dor depois do km 8, quer saber? Estava esperando melhorar para comprar minha passagem para a BR., mas eu não vou esperar nada não, vai que aumenta... Afinal o medico disse ou não disse que não é nada??? Pois é, se os ossinhos estão todos preservados, eu vou é tomar um banho de Scaflan, isso sim!

Saia já do meu pé dor enjoada, te dou até amanha cedo para vc ir embora, beleza? Combinado? Tranquilo?
Deus, dá uma forcinha aí né :)

Eu tenho paciência, eu tenho paciência...
Eu quero fazer um om longão, eu quero fazer um bom longão... :))

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Volta da Pampulha - No QG Baleias

Ahh se toda as corridas fossem assim... começando com um super jantar de massas, regado de muita gente, muito barulho, muitas risadas, mesas invadidas, muita comida, muitas novas amizades, etc... Ahh se tudo começasse e acabesse assim, só nas gargalhadas.
A manhã seguinte, dia da prova serviu apenas para consolidar o que prometia ser uma prova super agradavel, tranquila, na companhia de amigos blogueiros.

Bem que eu disse seria. PORQUE EU FUI ENGANADA!!!

Fui, fui sim. Logo no incio já perguntei, e aí povo, como vocês vão correr? e todos naquele bom e velho papo de corredor me disseram - vamos tranquilos, viemos nos divertir.
E eu como sou uma pessoa desconfiada desde criancinha, pensei, hummm, vou ser enganada!!! rs (posso abrir um parenteses para mim mesma, só para registro? obrigada. Descobri essa semana que eu me deixo ser enganada só porque eu quero e não porque eu gosto rs. Tive um sonho enganoso. Nossa esquece... Bebi muita água ontem, fiquei assim).

Volta tudo, rebobina... me disseram que iriam correr tranquilos como um grilo e achei o máximo, afinal, tinha apenas 3 semanas das 7 horas de prova Argentina e eu não podia barbarizar, queria mesmo era me divertir.
E não posso negar que nos primeiros 8 km's foram diversão pura. Estava com Ricardo Hoffman, Elis e Marinez e eles me ensinaram a correr e tirar foto, inclusive adorei dar sprint parar embaixo das arvores e aguarda-los para fotos (como inciante fiz pouquíssimas vezes, mas acho que estou aprendendo, espero que tenham ficado boas Ricardo rs). Eles queriam tirar fotos de todos os Baleias que estavam na Lagoa, achei muito legal.
Mas pensa comigo que depois de algum tempo os Baleias da prova podem começar a desaparecer ou ficar tranquilos como um grilo para trás se divertindo num pace legal, felizes... e eu bem que percebi que ninguém tentou acompanhar essa maluquice, só a louca aqui.

Não mais que de repente 3 doidos começaram a sair que nem uns desembestados em volta daquela lagoa vendo miragem, MIRAGEM, não podiam ver uma camisa laranja que sei lá o que dava neles, descia uma energia do céu e eles colocavam pace de 5, gente, era passeio, lembram??? rs
Olha que cheguei a pensar que eles estavam fugindo da minha camisa azul bebê, só podia, porque quando achava que dava para respirar de novo os malucos começavam a correr. Cheguei a pensar também que estavam tentando tirar o atraso das paradas para fotos. Ah, sei lá, todos MALUCOS rs. Só ouvia a Marinez me gritando KATRYNYYYY, meu Deus, querem me matar, eu acordava na hora e corria atrás. No final eu já não conversava mais, não respirava mais, não sentia mais.

Assim foram os 10 km's finais. Começamos com Pace de 7:30 e terminamos com 5:20. Ui. Sabe o que eu ganhei com isso?? Uma ressonância magnética no pé, com direito a 3 enfermeiros me amarrando numa maca para injeção de contraste (tô brincando, foi quase isso, é que minha veia gosta de se esconder, ela odeia injeção). Mas já está tudo bem, foi um hematomazinho e o ortopedista me deu um Ok para continuar, só precisei descansar 3 dias com gelo e pomada Scaflam). Amanhã i'm back, e mais resistente, espero rs.
E a ressonância no final valeu a pena. Diminui em 7 minutos o tempo da prova em relação ao ano anterior. Terminamos juntos de mãos dadas com 1h50:43. Gostaria que todos tivessem a oportunidade de correr um dia com vocês, não tem preço.

E voltando ao jantar, sou Fã número 1 de vocês. Definitivamente nunca vi nada igual. Isso sim é correr por prazer, vocês são os melhores corredores, melhores maratonistas e ultras. Para quem não conhece o blog http://baleias-corridaderua.blogspot.com/ - Vale a visita.

Sérgio Corredor Feliz, Ricardo, Gilmar, Marinez, Dani e família, prazer em conhece-los pessoalmente, o carisma de vocês é especial.
A todos os Baleias que reencontrei, espero reve-los inúmeras vezes mais. Com vocês a festa é garantida.

Foto sequestrada do Face da Dani Kato :) - jantar de massas



Inicio de Prova, só alegria, eu mal sabia o que eles iriam aprontar rs

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Vai encarar?

As duas semanas de recuperação voaram, passaram que nem vi. Agora é foco!
Força total, canalizar energias.

Tenho 2 projetos importantes que vão andar paralelos em 2012. Um profissional, e outro de começar finalmente a tornar real o sonho de ultras, que pelo que me conheço e pelo que estou sentindo não ficará em uma só rs.

A BR135, realmente foi um presente para um peixinho como eu. E oportunidades como estas eu agarro mesmo. Agora estou me estruturando, devido alguns problemas de percurso tive que agir muito rápido, sem choro e com a cabeça no lugar, com coração muito apertado, mas como teve que ser.
No choice. No drama. No time. Faltam menos de 2 meses.

Voltei com minhas caneleiras ontem, e hoje vi como meu corpo se adapta a corridas matutinas. Sei não, mas acordei com torcicolo, devo ter dormido tensa de pensar em acordar antes das 6 em dia de semana - 10 km.

Meu chefe de equipe da BR não para de me mandar emails um tanto quanto assustadores. Resmindo todos o que me preocupa é treinar de mochila com uma lanterna forte na cabeça e outra na mão. Imaginou a cena? não né, nem eu.
Pera aí, recapitulando, lanterna forte na cabeça, vou virar mineiro? mineira? invadir algum túnel? Onde vou encotrar isso?
Será que é parar enxergar cobras? não gosto de cobras, apesar de conviver com a pior raça, a humana, ainda não me acostumei com elas rsrs... relaxa, olha o pescoço duro Katryny.
Ok, esse assunto de cobra me deu dor de cabeça, é melhor parar por aqui rs. Vou esperar 24hs para digerir melhor essa coisa da lanterna, acho que treino com ela vai ser meio, digamos, desastroso.
Como vou amarrar essa coisa na cabeça?

Ajoelhou meu bem, reza e encara!

Altimetria da Prova

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Um convite tentador

Essa semana fui surpreendida com um convite formal, inesperado e mais que especial.
A minha viagem para a Patagônia alem de me render momentos agrádaveis me proporcionaram ares diferentes e pessoas diferentes. Entre elas o Marcos e a Marta de Floripa e o João e a Rosa de Marília.

E esta semana veio do João e da Rosa um convite tentador. O João está indo para sua segunda ou terceira BR135 solo e me convidou para ser Pacer. Bem, eu??? tem certeza??? pacer tartaruga?? :)

Pois foi, me convidou. Sempre tive paixão pela prova, e como boa futura ultra que sou como poderia deixar passar em branco um convite como este deixando de ficar pertinho da prova mais difícil do Brasil e uma das mais díficies do mundo. Além de ser classificatória para Badwater hehehe. Relaxa Katryny, vai com calma rs.
Voltando a realidade, o pacer tem uma super importância na prova, inclusive em termos de pontuação para o dia que resolver me aventurar na prova como inscrita. Como pacer eu já ganho 20 pontos, mais pontos do que quem completa, 01 ironman, 05 maratonas ou 01 corrida de montanha.
Se já tenho uma corrida de montanha que vale 10 pontos e se eu for pacer mais 20 já vou ter 30 pontos. Vou precisar agora de 03 provas de 24 horas para mais 30 hehehe. Sou sonhadora né? adoro sonhar, sonhar alto ainda, fica mais dificil para buscar.

Foram 48 horas de tensão, primeiro comuniquei a mãe, apoio de mãe é fundamental sempre rs, e depois busquei uma estratégia com o marido, essa sim deu trabalho, mas desde criança meu pai pertuba dizendo que a gente deve até dormir estratégicamente (que horror!) então a comunicação envolveu muitas coisas. E depois veio em cadeia a quem de direito a comunicação, ainda falta alguns, tomara que não vejam por aqui, sempre rola aquela esperança rs.

Engraçado como empatia funciona, nunca sei por quanto tempo, até porque as pessoas passam pela nossa vida como um ciclo, ciclos longos ou curtos. Pessoas agradáveis, de bem com a vida e com um bom coração deveriam ser os maiores ciclos, sempre!

João, muito prazer em aceitar seu convite e da sua esposa em passar esses dias com vocês. Não sei como vou estar, voltei a correr ontem, como já disse só tenho 3 maratonazinhas nas costas, mas vou dar o melhor que posso.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Agora é o Pós

Engraçado como eu sempre tento me preparar para os momentos pós maratona e não tem jeito. Não dá para advinhar o que vai acontecer. Da última vez tive deprê pós maratona rs, e estava me preparando psicologicamente para sentir o mesmo.
Mas foi diferente, ganhei uma TPM Tensão Pós Maratona GIGANTE, briguei com toda a minha família e todos os meus amigos na última semana. Se deu bem quem não se aproximou rs estava agressiva rsrs. Podemos traduzir também como FPM FRESCURA Pós Maratona, é porque TPM depois da maratona só pode ser uma FPM.

A prova fiz no sábado do dia 12, segunda dia 14 e dia 15 não levantava da cama - Profecia do Giliard que disse que o pior dia é a segunda-feira. Desde então fazem 10 dias que caminho no mínimo 1 vez por dia por no mínimo 1 hora.
Como na terça tive que reaprender a andar, porque nem paralelepípido eu subia, comecei a me desesperar como medo de não voltar a andar e correr nunca mais rs.
Isso me deixou nervosa e com energia acumulada, entre claro milhões de outras coisas que dizem ou não dizem respeito a corrida, ainda não separei muito bem rs.

Só sei que ontem resolvi dar um fim na maldita FPM e voltar a tentar ser um docinho. Coloquei umas músicas melancólicas no radinho para ver se a deprê programada voltava, tô brincando rs.
Deus me livre deprê...
Só um shuflezinho aí em algumas que já passaram por mim, porque desacelerar mais uma semana com música de corrida é morte! Preciso na verdade é continuar Zennn :)

Voltei com a amada Lauryn Hill
- Turn your lights down low
- Can't Take my of you
- Ex-Factor
- Zion
- Raphsodia Bohemia (em uma versão by Lauryn)
Legião e Renato
- Tempo Perdido
- Quase Sem querer
- Mais uma vez
- Mudaram as estações
- Será
Engenheiros
- Piano Bar
- Somos quem podemos Ser
Ed Motta
- Fora da Lei
etc

Foi!

Ontem corri 3 km, e caminhei o restante, sábado corro mais... senti uma vontade gigante de correr na areia, ainda bem que vontade dá e passa. Quero mesmo é correr no meio do mato rs.

domingo, 20 de novembro de 2011

K42 Villa La Angustura - La Final

Mais uma vez não sei como começar, poderia começar fazendo um suspense e falar dos voos e depois da corrida. Poderia ir direto ao resultado final, sei lá. Na verdade não tinha começado esse post ainda justamente porque não conseguia desenvolver nada além de "FOI TUDO PERFEITO".
Pois foi, não gosto de usar a palavra perfeição porque ela me deixa desconfortável mas não conseguia pensar em outra coisa e o tempo ia passando e fiquei preocupada em deixar para trás um registro tão importante. Em conversas de divã, sempre controlo tudo, e nessa viagem, nada, mas nada mesmo estava sob meu controle, tudo foi uma surpresa, e que bom ser surpreendida, nem sei quando foi a última vez que permiti isso. E graças a Deus todas as surpresas foram boas, também eu tinha uma torcida enorme por aqui, valeu torcida!!!

Os vôos, foram super certos e encaixados. Em um dos 3 vôos de ida conheci o João Javera e sua esposa e o Giliard todos com uma mega experiência e eu lá com as minhas humildes 2 maratonas rs. Em Esquel pegamos um ônibus por 300 km até Bariloche (umas 4 horas) e lá consegui uma última vaga numa Van para Villa (+100 km) de um lado do banco o Giliard e o do outro a Rosália (Ganhadores do K42 de Bombinhas) muitas dicas e muita sorte para mim ;) .... e pensar que foram noites sem dormir me perguntando se iria chegar e tudo estava dando assim, tudo mais que certo. A Van por R$ 75,00 reais me deixou na porta do hotel, 5.000 km de sucesso. O meu foi o ultimo voo que chegou em Esquel, todos os outros foram cancelados, muitos brasileiros tiveram que voltar sem ao menos chegar até a prova.

Hospedagem nota 10. O casal de amigos que fiz pelo Facebook nota 1000 já estavam por lá e foram uma super companhia nos passeios, congresso técnico, jantares, almoços e etc.

E vamos ao que interessa, a prova.
As montanhas ficavam lá o tempo todo me encarando e eu fingia não perceber, elas eram grandes demais para mim.
Na noite anterior o vulcão resolveu fazer sua pior manifestação desde o dia 04 de junho e fechou o tempo com cinzas. Já não se enxergava mais nada. Acordamos no dia da prova e continuavamos sem enxergar nada. E eu juro, não pensava em nada... acho que o gluten me drogou (depois de tantos meses sem ele) não pensava em nada, só levantei, tomei café, arrumei minha mochila, fui para a prova, para a largada e peeeemmmmmmmm....
Todos saíram como malucos... e eu continuava sem pensar rs...
Com 1km de prova já subíamos, com 1,5km primeiro rio a ser atrevassado e eu vi os argentinos como malucos passando pelo rio gelado e eu avistei uma pontezinha não pensei duas vezes passei por ela e me livrei do rio. Lá pelo km 3 outro rio e ai meu bem, sem ponte, água gelada até a canela, por essa eu não esperava... muita terra no tenis com agua gelada logo no inicio não significava um bom sinal.
E começaram as subidas fortes e a fila indiana de caminhada. Se um caísse, pronto, Strike!
Na minha frente tinha 4 brasleiros que já davam sinais de cansaço e diziam ser maratonistas abaixo de 4hs. Eles começaram falando que iam fazer abaixo de 7hs e pensei - arrumei companhia... antes de chegar aos 10 km eles já estavam mortos e começaram a falar acima de 8hs e pensei - Tô fora... posso até chegar com esse tempo, mas antes vou tentar me aproximar de 7hs... ali começou meu desespero... Na primeira descida vi as Argentinas voando por cima deles e as acompanhei.
Cheguei no posto de hidratação com uma coisa na cabeça, estou com o grupo de 8hs meu Deus!!! rs preciso me adiantar...
quase duas horas de prova, vi umas laranjas e fui em 4 gomos como se estivesse vindo da etiópia, me assustei comigo! Mas queria ser o mais rápido possível porque precisava me adiantar para sair desse grupo.

Ali começava minha longa jornada sozinha. Gosto de gente de conversa, mas também gosto da solidão, e vamos lá, já tinha conversado que chega, agora era concentração. Percebi que fui alvo muitas vezes e odeio ser alvo em corrida. Como estava com objetivo de sair daquela zona tinha que ultrapassar algumas pessoas quando o percurso permitia, mas ninguém gostava disso. Relaxei e fui.

Com 20 km e mais ou menos 3h05 minutos comecei a sonhar com 6:30 de prova, e isso meu deu um gás e muitospensamentos bons, mas foi só uma doce ilusão, as coisas iam ficando cada vez mais dificies.

Com 25 km desisti, já realizava abaixo de 7hs, tinha km que levava 20 minutos para completar. Em momentos algum dimunui meu ritmo, ele só melhora, o percurso que piorava.

Com 30 km já queria qualquer coisa abaixo de 8hs rsrs. Já tinha mais de 6hs de corrida e ainda faltava a pior subida e mais 12 km. Essa fase acho que é a crítica. Parei de pensar, como diz a minha amiga de Floripa - espasmo cerebral. Tirei minha ultima foto, fiz meu ultimo video e nem lembrei que tinha máquina fotográfica mais. Só subia, só subia, e eles ainda aumentaram o percurso de subida, foi até o km 35. Foi uma surpresa os ultimos 300 metros. Quando fiz uma curva e encarei o último trecho coloquei a mão no joelho pela primeira vez para respirar, raciocinar não mais, meu gps tinha parado com 6hs, não fazia a menor idéia de quanto tempo estava, só queria chegar e chegar abaixo de 8hs. Quando vi a descida desanimei rs, não tinha perna mais, dei 10 passos sem correr e pensei, não! Vamos! Vamos! Vamos! Está acabando! Vamos! Vamos! Voltei a correr. E continuei sozinha e ultrapassando algumas pessoas distantes ao longo do caminho.

Muitos já caminhavam, muitos intervalavam, e eu corria, trotava, sei lá... Foi assim, pirambeiras abaixo sempre até o km 39 quando as coisas melhoram com subidas e descidas doloridas mas mais leves.
As descidas me doeram mais do que as subidas (até porque a maioria subia andando rsrsrsrs credo! nem dava para correr rs).
Juro, eu sabia que ia ser dificil, mas assim não rs.
Nos últimos 500 metros tinha um grupo de umas 10 pessoas comigo, pelos quais eu tinha me aproximado, aquilo me agoniou, a euforia me tomou, avistei meus amigos de floripa, vi a curva de chegada e ainda tive fôlego para dar aquele sprint final e largar o povo para trás. Inesquecível. Ráaa!!! Cheguei e GRITEI!!! GRITEI MUITO!!!
7H20 de prova. Eu acho que foi uma maratona com gostinho de ultra, suada, dolorida, mas a melhor, a melhor de todas dores. Cada uma delas teve um sabor especial, mas essa tive que vencer muita coisa para concluir. E aqui estou, não quero esquecer nunca cada minutinho que passei por lá. Muitos obstáculos, todos vencidos, Glória a Deus!

Ahh e os brasileiros que iriam chegar com 8hs, realmente chegaram com 8h10, valeu minha prova solitária ;)

Coleciono conselhos, e tento ser a minha melhor referência. Até porque a minha melhor referência já morreu por mim e você ;)

Todo mundo pronto?



Esse é "O Cara", quase 100 maratonas, muitas ultras e disse que fiz a Maratona mais dificil que ele já fez. Recebi tantos parabéns dele que nem tive como duvidar que foi um bom tempo para a minha primeira Cross



Se um tropeçar, Strike!



Situação de risco para um desajeitada como eu



Chegando - sprint final



Meu suado prato de lentilha da chegada



Aí está, medalha e a primeira camisa de Finisher da minha vida

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Mensagem para você

Depois de um dia cansativo de trabalho e com pouco tempo para pensar na ansiedade da prova resolvi dormir cedo, 11 da noite (milagre) ... Isso quer dizer que acordei cedo também 01 da manhã. Será que eu dormi? E quando eu resolvo olhar no celular as horas vejo mais uma carta da corrida. Pô, isso são horas de mandar mensagem para corredores?
Claro que tentei abrir pelo celular o arquivo e não enxerguei nada porque a carta era gigante. Então tive que levantar para ler em algo maior. A curiosidade vem do medo da prova ser cancelada a qualquer momento, sei lá. Cada coisa que eles mandam por email que juro, nunca passei por nada igual rsrs.

A carta já começa dizendo que estamos na reta final (ufa!) e que essa será uma edição histórica (posso imaginar). Diz também que a chuva de hoje assentou as cinzas do vulcão que pode ajudar a liberar o percurso do trajeto original e que tem previsão de sol no sábado. E que eles ainda não sabem o percurso que vamos correr, se vai ser o difícil ou o super difícil, ok, entendi! rsrs. Melhor me preocupar com a minha mochilinha mesmo, já que o percurso eles só vão decidir na quinta. E que ainda tem mais uma mensagem para mim em forma de carta gigante na quinta feira. E quer saber, nem tenho medo mais dela, espero estar por lá já.

Eu não sei não, mas essa maratona está meio com sabor de ultra, provavelmente vou pirar quando fizer a primeira (vou escolher alguma bem longe de vulcão também).
Agora sim vou saber se vou gostar da brincadeira ou se vou sofrer com ela. Tá, posso sofrer e gostar, eu sei :)

Agora aproveitando o gancho das mensagens, não vivo só de mensagens tensas da Patagônia. Tenho recebido um super apoio pelo FB e pelo blog que me deixa muito feliz e orgulhosa por ter amigos que se importam em dar força e aconselhar. Privilegio!

Mensagens para mim tem afastado o fantasma da tensão pré maratona, pelo menos por enquanto. Obrigada queridos! Vocês são nota 10!

Agora lembrei que não comi nada a noite, estou com fome, são 1:40 e tenho mais umas 5 horinhas de sono. Será que consigo voltar a dormir? :)

sábado, 5 de novembro de 2011

Projeto Bagagem

E a menina maluquinha continua ansiosa rs.

É chegada a hora de juntar os apetrechos... Na verdade o que eu preciso mesmo é organizar as minhas idéias (funciono escrevendo), só assim fico segura. Estou contando com todo e qualquer conselho e opinião. Já venho juntando alguns mas ainda faltam detalhes importantes relativos ao combustível na hora do prova já que não faço a menor idéia de quanto tempo vou gastar para terminar.

A prova contará hidratação de 5km em 5km, dois pontos de fruta e Gatorade. Mas já orientaram a levar sua própria hidratação porque a trilha é nova e alguns trechos podem demorar para serem concluídos :)

Vamos começar então pela Camelbak. Comprei errada eu sei, mas só descobri depois. Comprei uma de bike e não de corrida. Mas se pensar na quantidade de coisas que posso vir a levar posso precisar realmente de mais espaço.



Não posso pesar muito então ainda estou meio confusa no que devo levar na mochila:

Gatorade concentrado de saquinho, 118 ml, quantos, 1? comprei 4.



Um torrenezinho também da Gatorade com frutas e nuts. Quase não ocupa espaço, posso levar os 3 quem sabe. Negócio é o seguinte, tenho um problema, se me pedirem, mesmo que eu vá precisar eu dou e fico sem. Pois é, por isso que as vezes levo coisas a mais, para não passar aperto. Terapia para mim!



Gel, Carbs e Gomas de energia - ainda não comprei o principal que é o que eu devo levar e espero ter tempo para comprar. Um com 20% de potássio para evitar câimbras.



De alimentação é isso, queria levar batata. Pensei em fazer um purezinho e colocar no saquinho de chupe chupe (sacolé, sei lá)... Batata tem em todo lugar né? será que a batata de lá está contaminada pela cinza de vulcão?

Vaselina, vou levar um pouco no saquinho, porque o atrito da Camelbak no pescoço me incomoda.



Outros Conselhos:

- O blogueiro Daniel que já fez a prova disse para ir de luva, mas não pelo frio, é para não se machucar rs. Bom, comprei né! A brincadeira começa a sair do controle.



- Falaram para ir de óculos de sol... Não gosto, e agora? tenho um que é o que menos me incomoda mas e se me incomodar? Vou jogar na mala e decidir lá.



- A organização da prova mandou um email dizendo para ir de legging, as provas anteriores foram de bermuda, essa tem que ser de legging. Suspeito! Ok, estou tentando relaxar rs.

- nunca levo remédios, mas essa sei lá, senti de levar algumas coisas tipo: advil, dorflex, bicarbonato (1001 utilidades), Calminex, dramin, e um Benegrip.



O que falta?
- saquinhos
- Carbo com potássio
- saquinho de sal
- Batata
- O Harry Jr. da Webrun disse em seu blog para levar mascara daquelas tipo gripe suína de prevenção pelas cinzas. Você entende agora porque não fico tranquila? olha o tipo de conselho... rs
- Faltam outras coisas mas meu cérebro parou! Pode voltar daqui a pouco aí continuo.

Obs: Não consigo pensar em organizar as coisas sem pensar no Rodrigo Ranieri que passou 3 meses testando e comprando a alimentação que iria utilizar no dia da escalada ao Everest e chegando lá foi assaltado e teve que se virar com o resto de outras pessoas. Tá, não devia pensar nisso, mas penso várias vezeess. Terapia para mim! Isso é porque eu não preciso sobre tudo isso e não consigo, meus pais que são corredores estão em viagem, com meu marido fora de cogitação, etc etc ...
Escrever só não está adiantando rs.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

TPM - Tensão Pré Maratona I

Ok, me rendo!
Toda essa história de que está tudo lindo e estou morrendo de alegria, eu confesso, é mentira!!!

Agora que as coisas estão resolvidas estou em pânico e o pior não posso nem sair por aí e dar uma mega corrida rápida me matando no calçadão para desestressar porque preciso descansar.

Tô nervosa! E não tenho niguém para encher o saco e falar do mesmo assunto toda hora, então escrevo aqui mesmo... aliás nunca publiquei tantos posts. Queria ser aquelas pessoas chatas que escolhem uns três alvos e ficam pertubando no telefone, pessoalmente em tudo quanto é lugar.
Não me arrependo de nenhuma decisão tomada até aqui, mas é claro que fazer tudo no escuro uma hora o pânico ia bater.
Bateu! Se me conheço bem ele passa rápido, então pânico pode ir embora nos próximos 5 minutos antes que eu brigue com metade da cidade.

Um beijo e obrigada.
Katryny

Descanso em paz

Meio mórbido isso né? mas não, não, não... não é...
Posso descansar um pouco mais em paz... Já tenho vôo e agora tenho hotel, uêba!!!

Só por 3 noites, mas tenho rs. Sério, cada coisa que eu consigo é uma alegria dá vontade de sair pulando por aí. Foi tudo muito difícil, os treinos foram a parte mais fácil (isso significa que posso não estar tão preprada assim rsrs), dificil foi convencer o treinador, o marido, a família, os amigos, achar voo, hotel, achar loucos que participaram da prova, achar loucos que vão participar. Então, acredite se quiser, uma simples cama para dormir pode me fazer ganhar o fim de semana :).

Agora, imagine você se o quarto não for tão simples assim. Se for um apart 4 estrelas, com vista para um lindo lago, com cama King Size, TV 29, Hidromassagem e outras regalias por menos de R$ 100 a diária (isso porque estou pagando para duas pessoas, quer dizer, se tivesse acompanhante seria menos de 50 para cada um)...
pois é, então... continuo naquela história de que quando tudo dá errado pode dar muito certo no final... então keep going... (esse preço é devido ao vulcão, que resolveu me ajudar em algum momento finalmente) - nem posso comemorar em casa rsrs, tenho que rir escondida para não tomar mais um brigueiro, tenho que fingir que não tem nenhuma corrida acontecendo em breve.

E tem mais, sabe o que tenho também? Uma amiga!
Fiz uma amiga pelo Facebook, já somos quase irmãs kkkkk, pelo menos na ansiedade.
Consegui ficar na mesma hospedagem que ela, uma pena que os vôos são diferentes, e não sei não, acho que o caso dela é um pouco mais grave porque ela vai pelo Chile e vai rodar quase uns 600 km de carro em meio as montanhas. Mas pelo menos ela vai com o marido né?

Bom é isso...
Descanso em paz agora...
pelo menos eu tento, apesar dos que me atormentam rsrs...







quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Dormindo com o Inimigo

Feriado, acordo eu toda serelepe para mostrar o video que eu descobri ontem de madrugada para o marido, feliz da vida.
Mal sabia eu o sermão que me esperava kkkk
Antes de começar o video começou:
Ele - bom tocar nesse assunto, você escolheu um vôo que não tinha mais vagas para mim ir com você (rsrs, amigos, vcs acompanharam minha saga enquanto ele estava viajando, fiz o que pude, estava topando qualquer negócio, a cia aerea que me colocou onde deu)

Depois que o video começou:
Ele - Você está querendo se matar! (gente, amigos blogueiros, me salvem e expliquem para ele que vocês fazem coisas muitoo pior, isso ai é fichinha para vocês, tipo, apresentem para ele Bertioga - Maresias ou 24 de corrida ou BR135, sei lá)

Aí depois veio o pior dos piores, por que até então eu estava rindo e levando com bom humor.
Ele - Você vai voltar com as unhas todas pretas!

Ahhh não, isso foi praga??? aí fiquei puta, porque isso não admito, uso um tênis pesado da Mizuno e do tamanho de uma lancha para isso não acontecer (depois de muitos testes e muitas marcas foi a única forma que encontrei de não ter bolhas e unhas pretas). Aí ameacei... ai dele se eu voltar se quer com alguma bolha ou um pedacinho de unha preta, e agora a campanha de oração para mim voltar sem sequelas quem vai fazer é ELE. E tem mais, também não vai me acompanhar mais não, prefiro ir sozinha e sem minha maquina fotográfica. Pô, torcendo contra!

Povo, isso não é papo de gente fresca, não ligo de chegar toda ralada, estrupiada (caio muito) mas unha preta não, por favor, unha preta "num guento".

Vai fazer compra de supermercado sozinho também! Preciso de um tempo para me recuperar, castigo! :))
Acho que acabei me dando bem nessa história toda - agora que ele foi fazer o que eu não gosto sozinho, está perdoado até a minha volta. E se eu voltar com meus pés impecáveis ele continua perdoado :) ... não vou pensar nem no caso contrário, porque quero meus pés INTEIROS! Sem bolhas e sem unhas pretas como tem sido nas últimas maratonas e nos últimos treinos com muita ladeira.

Bom segue o video da altimetria da prova que foi publicado ontem - motivo da guerra
Salomon K42 Adventure Marathon NOAF



Outro video legal sobre a prova - edição 2006

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Chegando lá

As coisas começaram a se encaixar sem precisar descer o barraco. Na verdade fiquei abismada comigo mesma, até porque geralmente eu quebro tudo para as coisas se resolverem o mais rápido possível.

Finalmente minha passagem aerea ficou decidida! Deve ser por isso que tive a primeira noite de sono com 8 horas seguidas sem despertar (bem, não foi só por isso, estava morta de cansada da última semana, mas a tranquilidade ajudou). Foram mais de 11 dias de negociação por causa do fechamento daquela porqueira daquele aeroporto. Me comportei, não briguei, não ameacei ninguém de morte, etc etc... É claro que o cenário não ficou perfeito, mas foi o melhor que conseguimos, e isso foi graças aos meus conhecimentos sobre vôos, aeroportos e tranfers (sabia que a minha vida turística um dia poderia me salvar).

Saio de Vix no dia 09 - durmo em Sampa. Saio no outro dia cedo para Buenos Aires, espero algumas horas e pego o voo para Esquel. Em Esquel pego um ônibus por mais 300 km até Bariloche. Em Bariloche pego um taxi por mais 100 km até a Villa La Angostura. Se chegar ainda no dia 10 está excelente. Essa parte de Esquel até a Villa ainda pode ser uma icógnita, mas não me preocupa porque chego em Esquel ainda dia para tomar providências - estarei a apenas 400 km do meu alvo, mole perto dos 4.700 km que me separam hoje de lá.
Marido agora quer ir de qualquer jeito tá pagando qualquer negócio... sabia que isso acontecer rsrs... mas tá bem dificil, não tem mais vaga no meu vôo. Já Elvis. Sozinha mesmo. Bem, mas se bem conheço a peça, ele faz o planeta girar ao contrário para conseguir o que quer. Vamos aguardar. Se ele for, pelo menos vou poder levar minha super máquina fotográfica, alem da companhia claro :)

Engraçado como toda essa logística para chegar até lá tirou completamente minha ansiedade em relação a prova, ainda não cai na real!

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Musicalizando o K42

Continuando os preparativos nada melhor do que musicalizar, principalmente depois de uma semana excelente como a semana passada é aproveitar para me inspirar.

Com tantas e tantas horas viajando, correndo e esperando a seleção vai ser grande, então vamos começar logo o serviço.

Entre novas e velhas companheiras, entre agitadas e lentas, entre Rock e POP, aqui vão algumas... entre elas a do Coldplay que desde a primeira vez que ouvi disse pra mim mesma - isso é K42!!! adoro esse K de Katryny, pronto falei!!! :))

Every Tearddrop is a Waterfall
Coldplay

I turn the music up, I got my records on
From underneath the rubble sing a rebel song
Don't want to see another generation drop
I'd rather be a comma than a full stop


http://www.youtube.com/watch?v=fyMhvkC3A84&ob=av3e

- Smile - Avril Lavigne
- Keep your Head Up - Andy Grammer
- You make me feel - Cobra Starshi
- Stereo Hearts - Gym Class Heroes
- Super Bass - Nicki Minaj
- Give me Everything - Pit Bull
- Makes me Wonder - Maroon 5 (I still don't have the reason)
- If I never see your Face Again - Maroon 5
- Moves Like Jagger - Maroon 5
- Sunday Mornig - Maroon 5 (Sunday Morning milhões de vezes)
- Never Gonna Leave This Bed - Maroon 5 (que fase Maroon 5, sai dessa Katryny rs) Take it, take it all
- Nothing - The Script
- Mr. Saxobeat - Alexandra Stan

Ok, não consigo me libertar do Strokes e do Incubus, só algumas então:
- I can't Win (Strk.)
- Automatic Stop (Strk.)
- Last Night (Strk.) - So I, I turn Around
- Talk's Show on Mute (Inc.) - Amo!!! Lights! camera!
- Echo (Inc.) Amo!!!
- Dig (Inc.)
- I miss you (Inc.)

Repetindo
- What do you want from me - Adam Lambert
- Stay the Night - James Blunt
- Love Dealer - Justin Timberlake
- Baby By me - 50 Cent
- Chasing Cars - Snow Patrol
- Thing's I will never say - Avril Lavigne
- The Way that you love me - MJ (tá bom, Michael Jackson - repetindo, cute!)

Antigas para Diversão - corra cantando
- Save Tonight - Eagle Cherry
- Are you still have Fun - Eagle Cherry
- Every Morning - Sugar Ray
- Santeria - Sublime
- All for you - Sister Hazel
- You gotta be - Des'ree
- It's My Life - Versão Pink, quando decidi, K42, eu vou!

-----

- Inevitável - CPM 22 - com a certeza da incerteza do amanhã
- Um minuto para o fim do mundo - CPM 22
- Pode acreditar - Marcelo D2

Chega, cansei!!! rs

domingo, 30 de outubro de 2011

Sem parar para pensar

Posso até parecer um trem desgovernado, mas espero que eu não seja.
De tudo que tem me acontecido nos ultimos meses, semanas e dias, tenho separado o que eu me jogo de cabeça e tudo e aquilo que está sob meu controle. Mas se bem li recentimente que nada pode ser controlado então posso sim ser um trem desgovernado, e quem sabe você também não seja. Mas se todas as decisões que eu tomasse fosse sem parar para pensar nada teria dado certo.
Tá, em resumo, algumas coisas eu paro e penso e outras eu não paro e não penso.

Essa corrida tá assim, não tenho vôo, não tenho hotel, não tenho companhia.
Tenho inscrição, treino e força de vontade. Aerolineas Argentinas, resolve meu problema, por favor! Meus vôos há 13 dias da Maratona ainda estão todos desconectados, com vôos desconectados não sei que dia que chego e não posso reservar o hotel. Por mais incrivel que possa parecer, eu não estou preocupada (ainda). Não parei para pensar nem na ultima noticia de que a corrida seria ainda Mais dificil e Mais alta que as anteriores.
Sem parar para pensar eu vou (se Deus assim permitir)... ou será que se eu estou escrevendo já estou pensando? Humm, pode ser. Ah, que seja! E se for, que seja melhor por aqui.

Treininhos já desacelarando. Essa semana fiz um especial, subi 8 vezes a ladeira da Vale pela grama e enquanto subia o pior acontecia, eu gostava! Pois é, tem gente que gosta de sofrer e correr riscos. Se eu gostar desse negocio tô Frita!

Começando a comprar e testar as coisas para levar:
Tentei um carbo novo com potássio, foi ok.
Entre tudo que testei de roupa foi a bermudinha da Nike que ganhou, ok.
A tal da Camelbak não é bem como eu sonhava mas vai dar para o gasto, ok.
Màquina, vou correr com a Go Pro, só não sei ainda onde vou pendurar.
Comprei pela vigésima vez Mais um radinho (é quase um amuleto, nunca usei em nenhuma prova, e raramente uso em treino, mas ir sem ele é arriscado)
Meu Gatorade concentrado em saquinho chegou, ueba!
Etc etc etc - queria levar uma mala de mão, será que vai dar?

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Balanço Geral - Faltam 18 Dias

Ui! Faltam 18 dias... juro que contei várias vezes, até com o dia de hoje, mas não teve jeito o número não mudou, faltam só 18 e pronto.
Já deveria ter desconfiado já que semana passada foi minha última semana pedreira.

Segunda: 1h de musculação no almoço e 50 minutos de corrida
Terça: Intervalado - 15 km
Quarta: 1 h de musculação e Esteira - 2h06, 20 km ... putz, haja cabeça
Quinta: Estava a trabalho no Rio - andei o dia inteiro de salto, precisa de um pedômetro, porque tenho certeza que foram muitos km's, panturrilha nota 10 rs
Sexta: Day off
Sábado: 32 KM com 15 km subindo e descendo ladeira... doído... Comecei sozinha, muito cedo na chuva (passei por 3 tornados na praia rs) e já no km 7 pensei em desistir e voltar a tarde para tentar novamente, estava ventando d+... Mas aí encontrei o Kadu e o Hermano com água, fiquei com vontade de chorar porque ainda faltava muito e se o tempo continuasse daquele jeito ia ser terrível fazer 32 com tanta ladeira. Engoli o choro sem demonstrar nada e continuei.
Mas vou te falar, lá pelo km 12 tive um apoio como eu nunca havia tido em todos os meus treinos... Encontrei com 5 coleguinhas que decidiram fazer essas ladeiras comigo (e ainda por cima o tempo melhorou)... me ajudaram, subiram e desceram várias e várias vezes, compraram água, gatorade... o tempo passou que eu nem vi.
Bom, sucesso de treino... 32 km em 3h48 ... Amo fazer amigos, faço tudo pelos meu amigos, aí está a resposta!
Domingo - Day off

Agora vamos ao que interessa.... ACABEI DE RECEBER OUTRO CONVITE PARA BUZIOS... Ricardo a culpa é sua... quase morri!!! sério, e agora seria perfeito, 21 KM... faria 21 km uma semana antes de Villa La Angostura (treino perfeito)... ai ai ai... só que não consigo falar com meu marido (sabia que essa viagem dele uma hora iria me prejudicar)... droga... droga... tive que negar mais uma vez... MEU CORAÇÃO não quer desacelerar, queria tanto... NÃO ERA UM SINAL??? se era, já foi... Vou fazer uma campanha de oração de 7 semanas para meu marido virar esportista, aí não vou ter mais problemas, pronto!

Parei com o balanço, faço ele outra hora... preciso me acalmar.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Essa tal PREocupação...

Sou mestre na arte de me preocupar, de anteceder as coisas.

De acordo com o querido wikipédia a preocupação é, num certo sentido, um anseio do que pode dar errado e como lidar com isso. Há na preocupação, pelo menos para o cérebro límbico primitivo, alguma coisa de mágico. Como um amuleto que afasta um mal previsto, a preocupação ganha psicologicamente o crédito de prevenir o perigo com o que se está obcecado.

E de acordo comigo mesma, essa preocupação é só o fato de ocupar a minha mente com algo que a chance de dar errado é bem pequena, que pode dar errado, mas também pode dar muito certo e ser sensacional. Afinal, tudo dá certo no final, se ainda não deu é porque não chegou ao final.
Mas eu só penso nisso mesmo depois que as coisas vão se alcamando, vão se resolvendo, e eu não preciso mais ficar PRÉ ocupando minha mente com nada.

Agora que o furacão já passou vamos ao que já está mais para resolvido do que indeciso.

- Já que o aeroporto de BRC fechou para reforma a Aerolineas está tranferindo os voo para Esquel que fica a 300 km de Bariloche e de lá são 4h30 de ônibus, até aí, o importante é chegar. Bom, liguei no Bradesco (emiti por milhas) e eles prontamente ficaram de mudar todo meu vôo. Estou muito mais tranquila agora.

- Quanto a questão de acompanhante :), eu entrei em contato com uma pessoa de Florianopolis que está indo com o marido para a prova e ela aceitou ser minha mais nova amiga :), tranquilizei a todos com isso ... Marido também vai ficar 10 dias fora quase incomunicável, então não vai ficar perguntando muito sobre o assunto... Estou de férias :)) a cama é só minha e todooos os travesseiros também :))... Vou poder acordar amanhã de madrugada para treinar sem reclamação :))

- Já os treinos, estou na última semana pauleira... amanhã é meu maior longão. Cheguei na quarta a ficar 2h06 numa esteira acredita?? eu não acreditei... loucura ... quando estava terminando nem achei tão dificil assim e pensei em participar do desafio das esteiras rs.

Agora é terminar, faltam 3 semanas ... acho que não vou empolar mais... espero :)) ... dúvido rs ... daqui a pouco surge outra PRË ocupação.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Vulcãozinho não brinque com furacão

Mais uma agora, tá tenso!!!
Vou te falar, tá duro não pensar em outra coisa... só estou trabalhando mesmo porque estou com trabalho até a cabeça porque se não nem isso eu iria conseguir. Não tenho nenhum motivo para dizer que posso ficar tranquila... ESTOU EMPOLANDO TODA!!! :) Ainda bem que o Fernando vai ficar 10 dias fora, ele não iria me aguentar, com certeza. TPM das Bravas - Tensão pré maratona.

Se não bastasse toda essa confusão toda na minha vida para participar dessa prova, agora esse vulcão no sul do chile resolveu soltar pedras e cinzas novamente, quando recebi essa noticia ontem, sério, não parei de rir e de chorar de raiva... só podem estar de brincadeira comigo...
E pior, mesmo que o vulcão resolva limpar o tempo em Villa La Angostura, resolveram fechar o aeroporto de Bariloche para reforma até dezembro, vc acredita??? eu não!
Nem liguei ainda para a Aerolineas Argentinas para saber o que eles vão fazer comigo já que estou com minha passagem em mãos... a casa vai cair!!! rs

Só penso em Plano A, Plano B, PLano C, Plano D, Plano E... e se não estivesse trabalhando juro que pegava o carro e sairia hoje daqui até lá... já aguentei 6.000 km dentro de um carro, até lá não deve ser muito mais que isso... Bem, o meu cérebro está fundindo rs...
E tem mais... se de tudo, de tudo isso, esse vulcão resolver me atrapalhar... caso eu não consiga chegar em Bariloche nem por terra, nem por e nem por mar... aí eu enlouqueço DE UMA VEZ POR TODAS!!!
Viro furacão, faço Curitiba dia 20 de novembro, consigo minha classificação para COMRADES e em JUNHO de 2012 tento a ULTRA!!!
Pronto!!!
IRRITEI!!! hahahaha

Irritei nada... só desabafei, hoje a tarde, nem esse vulcão vai tirar meu sorriso... Ganhei uma mega ultra destravada na coluna que vou te contar, dei sorte! :)

Boa tarde para mim e para você!!! Bora trabalhar!

obs:
A organização da prova continua dizendo que vai dar tudo certo, que as cinzas derramadas montanha a fora só servirão para deixar a prova mais dificil e mais gostosa - YES, WE CAN!!!

Texto oficial de ontem traduzido pelo google:

Oi, na quinta-feira e sexta-feira estavam fazendo novos levantamentos nos passeios próximos de K42 Salomon Argentina.

Mais uma vez recomendo que flocos e analisar em detalhe a informação que circula, para a notícia se referir a uma área geográfica que abrange mais de 1.000 quilômetros com realidades totalmente diferentes e conseqüências.

Para uma melhor compreensão é importante lembrar que o vulcão Puyehue atiraram pedras, areia e cinzas eventualmente. Por seu próprio peso, as pedras caíram mais perto do vulcão, a areia até Villa la Angostura e cinzas mais longe. Embora seja verdade também colocou na aldeia durante o período que se seguiu nos primeiros dias. Villa la Angostura atualmente tem a grande vantagem de ser uma área de alta pluviosidade e umidade. Isso fez com que a centímetros de cinzas caíram está sentado em contraste com o que acontece a apenas 50 km de distância, onde, além de estarem expostos ao vento, não muita chuva eo vulcão não colocou uma ou duas polegadas, mas mais de dez!.

Para lhe dar um exemplo de como temos a informação eo que realmente ocorre no local, na sexta-feira 14-10, estavam trabalhando e em execução no Cerro Bayo, não havia poeira e nuvens de cinzas. Apenas uma hora depois estávamos de volta ao Neuquén, deixando o cruzamento que leva a Bariloche, a visibilidade ficou seriamente prejudicada. O motivo, muito simples: toda a área do vulcão cinzas depositadas, a área está seca, foi de vento naquele dia e assim nossa viagem foi bem para os 400 km que vem. Enquanto isso, Villa la Angostura como seguido ao meio-dia, livre desse problema.

No dia seguinte (sábado) o vento estava muito forte e afetou não só a região, mas as cinzas chegaram a Buenos Aires no domingo, deu a imprensa de estradas intransitáveis, nuvens de cinzas e situação crítica. Tudo isso aconteceu a mais de 100 km de Villa La Angostura, onde a vida ao ar livre continuou como nos dias anteriores ficamos rodando sem máscaras e outras precauções.

Não queremos dizer com isso que nada aconteceu, muito pelo contrário. Nós apenas queremos ser claro não é o mesmo Jacobacci a Bariloche ou San Martin de los Andes à Villa La Angostura, e todas as informações dadas generalizada é quase um ato de irresponsabilidade, que afeta seriamente a vida de muitas pessoas.

Vimos no Villa?

Cidade vi um muito mais ativo do que um mês atrás. Vimos centenas de caminhões remoção de areia das ruas, vimos centenas de trabalhadores da limpeza de espaços públicos. Vimos muitos mais jardins limpos, cada vizinho está fazendo com uma pá, carrinho de mão e escova de aço, assim, SIM!. É por isso que cada informação dada deve ser específica, porque cada vizinho para chegar a seus locais de trabalho para remover areia do seu jardim está a fazer para nos encontrar no verão e todas as histórias que distorce a realidade só nos afasta deste lugar.

Tivemos a sorte de viver em, possivelmente, o pior que pode ser dado contexto, por cinco dias sem chuva, que emprestou-se a mais poeira. E no primeiro dia o vento carregou a nuvem vulcânica para o Villa. Como você verá mais tarde, nas fotos e vídeos, apesar disso nós não precisamos chinstrap e proteção para os olhos, exceto para os ramos nos caminhos. Execução sem poeira subiu, onde a nuvem se acumula e só afetou a bela vista (veja a foto do Belvedere Edge), então nem apressado cinzas. em Villa La Angostura síntese pode ser executado.

Estamos testemunhando um fenômeno único na Villa la Angostura 50.000.000 caiu mais 50 milhões de metros cúbicos de areia vulcânica e nós estaremos rodando sobre ele!. Isto não é ao contrário do que aconteceu há décadas, são as mesmas arenas que pisou em 1500 para chegar na Bayo, só que estes estavam no centro da terra até dois meses atrás!. Teremos a oportunidade de fazer uma aventura real, será uma corrida muito difícil, mas com segurança.

Vamos tentar resumir a situação no curso:

■ As ruas são perfeitamente transitáveis, pode ser executado por eles sem nenhum problema porque você removeu a areia.
■ encontrar trilhas em setores com 15 cm de areia em alguns lugares é bem estabelecido, outros irão amolecer com a passagem dos corredores por isso vai ser uma corrida difícil.
■ A areia afetam particularmente aumenta, a atenção para a seção do ponto de vista até a borda do Belvedere (3 km até 6,5), por aproximadamente três quilômetros.
■ A descida do Belvedere é muito harmoniosa e autorizados a funcionar perfeitamente, você só tem que ter cuidado com seus tornozelos em alguns cortes de erosão hídrica.
■ O aumento da margem esquerda do Bonito (5 km aproximadamente) também vai ser difícil, é arenoso e bem, terá que medir ele tem notas até 15%.
■ Do km 30 a 33, chegando ao Cerro Bayo 1500msnm, as encostas têm uma média de 15%, mas até agora a ultrapassar 25%. Que trecho de estrada é, portanto, perfeitamente consolidada.
■ queda Fonseca tem características semelhantes à descida do Belvedere.
■ Em nenhum momento foi de poeira em suspensão, a propósito, a areia é humidade e do pó perfeitamente assimilado ao chão.
■ Este ano estaremos endividados para ver logs e árvores caídas, a casca é completamente coberta de areia. Vamos ver como a natureza funciona.
■ O verde domina as árvores, olhando para cima, não perca sua beleza.
■ A flora nativa evoluiu e das cinzas, que persiste apenas na vegetação não-nativa.
■ Na parte superior mais expostos ao vento, o movimento dos ramos pode produzir queda de cinzas ainda é depositado. Mas sexta-feira foi um dia ventoso e não afetou em todas as áreas que nós liberamos
■ A vegetação que fazem fronteira com os caminhos estreitos, especialmente da cana, ainda tem pó depositado, batendo provoca muita poeira. Por isso vai começar uma banda que irá executar a limpeza à mão, especialmente na subida para o mirante Belvedere, na junção do Rio Bonito, na base do Cerro Bayo, ea descida da Fonseca.
Recomendamos que você vê agora as fotografias e vídeos caseiros que fizemos.

Muito obrigado. E de continuar a preparar para a aventura mais extraordinária que você teve. K42 vidas espírito!.

Eventos Patagônia


Video das Cinzas

https://www.facebook.com/video/video.php?v=2567903683101

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Multidão de Conselhos

Na bíblia diz em Provébios que na multidão de Conselhos há segurança. Pois é, então estou me cercando de conselhos e conselheiros. É muito bom conhecer gente competente que pode te orientar a fazer o que é melhor dentro da sua capacidade e condição física.
Os meios de comunicação hoje tem um papel importantíssimo nisso tudo, você pode receber conselhos de treinadores de outros estados e até mesmo de outro país. Mas nada como alguém para te acompanhar do seu ladinho, na sua convivência, te treinando e te orientando.

Os conselhos também podem vir de fontes na internet, onde cabe a você a sabedoria para julgar se é ou não uma verdade que pode te ajudar. Sendo assim desde de domingo todos os minutinhos que tenho livre estou pesquisando (paranóia), não consigo achar muito depoimento sobre a prova mas pesquisei tudo quanto é coisa, e olha que sou boa de google rs. Na verdade ainda estou na dúvida se isso é bom ou ruim, porque acabo sabendo demais e programando demais e muitas vezes surpresa de menos porque já me assustei antes com a prova rs. Chequei a loucura de anotar todos os participantes brasileiros - e vi que eram poucos -, só tinha hermanos. Não quero ficar num hotel só com hermanos. O que eu vou fazer com esses nomes eu não sei muito bem ainda... Na verdade queria entrar em contato com uns 2 e deixar telefone deles com o Fernando para caso aconteça alguma coisa comigo (tipo ficar perdida no meio da floresta rs) - mais uma paranóia rsrs - vou me tratar rsrs.
Ahh chega de devagar insanidades, ando falando demais e escrevendo demais, aliás acho que nunca escrevi com tanto frequência por aqui.

Quanto aos treinos, tenho me esforçado... essa semana não começou fácil, esse tempo fechado não me ajuda muito... preciso da energia do sol todas as manhãs, mas como tudo já é um desafio mesmo, estou encarando esse tempo ruim como mais um deles a ser vencido.

domingo, 16 de outubro de 2011

Haja coração

Sexta-feira o Ricardo Hoffman me enviou um email com uma vaga para Búzios.
- Meu coração parou de bater por alguns segundos, choque total - afinal só desobri K42 adventure Marathon Villa La Angostura porque perdi Búzios.
Aff, foi duro voltar a respirar. Mas seria loucura mudar de prova com apenas 3 semanas do Grande dia.
E Búzios acontece 1 semana antes, que para quem começou o treino atrasado faz uma big diferença. Agradeci e bola pra frente que faltam quatro semanas. Búzios fica para 2012, sem choro.

Treinos da semana:
Seunda: musculação e 50 minutos de corrida no fim do dia
Terça: 20 km - 20 tiros de 500 metros. Morri - 2h11 - longão intervalado noturno, haja cabeça
Quarta: 20 km de bike com vent contra e direito a uma queda 1h11
Quinta: musculação e corridinha noturna na areia fofa - se mata em 50 minutos
Sexta: off - thanks God
Sábado: 28 km subindo duas vezes a Ilha do Frade e uma vez a Ilha do Boi, outro treino osso duro, e ainda pela primeira vez de Camelbak - confesso que fiquei meio envergonhada de correr de mochilinha, parece coisa de maluco rs. Minha mãe me ajudou em 21 km, você tem uma mãe assim? ;) 3h30 pace tartaruga eu sei, mas estava um bagaço dos treinos da semana e as ladeirinhas me mataram, imagina os Morros na Argentina rs.
Domingo: off - com direito a reunião de trabalho com pauta. Quem mandou trabalhar com a família? Meu pai insistiu para não entrar na area. Teimosa, entrei... Ainda bem que quem trabalhou foi a boca e o cerebro.
Vô nem fazer conta de quanto deu, foram muitas horas isso sim eu sei.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Passando uma magrela com a magrela

Hoje foi dia de dar mais uma chance pra magrela, a tal da bicicleta. 
Vim de um treino pesado na terça com 20 tiros de 500 metros, só te digo uma coisa, doeu! Inicialmente achei que fosse fácil mas lá pelo décimo terceiro tiro sentia tudo, terminei meio mancola e com dor na virilha. Mas como tudo na vida passa, na quarta-feira de feriado já estava um pouco melhor, mesmo assim deixei para fazer meu treino de bike o mais tarde possível.
Na semana passada, fiz um treino de 30 km bike indoor (vulgo ergométrica) e foi tranquilo. Estava na academia, muita gente passando, tv's, etc etc, achei mais fácil.
Esse, resolvi fazer na rua para dar uma segunda chance para a bike. Até porque eram só 20 km. Sai de casa num vento danado, isso que dá morar no mar, e fui para o calçadão com extensão de 5km de pista de bike. Ia e voltava, Ia e voltava, acho que fui melhor que da primeira vez. Estava tudo tranquilo, só errei no Gatorade, que tive que parar para beber, estava todo lacrado... E tudo continuava tranquilo até que de repente, não mais que de repente me surge uma mocinha com não mais que 5 anos e um skate desgorvenado invadindo a pista de bike. Tentei freiar mas não deu, só consegui me jogar o mais longe dela possível. Dei um semi mortal no calçadão para não atingi-la, ainda bem que estava de capacete. Ela, só caiu de bunda, já eu... Me esborrachei rsrs, ganhei um ematoma e uns raladinhos no joelho. O pai da menina saiu correndo para me socorrer pedindo desculpas pelo ocorrido. Na verdade ele não sabia se ria, se socorria a filha dele, ou se me socorria, deve ter sido uma cena engraçada. 

Putz, estava no final do meu treino, estava toda feliz indo para casa quando fui surpreendida por um skate rosa. Eu já imaginava que um dia poderia acontecer um acidente de bike na minha vida (além das quedas de criança rs) mas não assim tão rápido, no meu segundo treino na rua. E ainda estava estreando a minha Bermuda de bunda nova (que de nada adiantou). 

Estou começando a achar um treino indoor mais seguro, e fora que não machuca nada nada, nem preciso usar aquela Bermuda horrível.

É magrela, passei uma magrela com você.
O meu medo na hora da queda era jogar minha Mara no lixo rs. 
Mas estou aqui firme, forte e confiante, até porque que graça teria se nada acontecesse na minha vida, eu iria rir do quê? rs

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Suicídio de uma Chocolover

Tudo na vida tem uma explicação não é? Pois é, hoje meu telefone não parou 1 segundo, e ninguém me ligou só para me desejar bom dia ou dizer que todos os meus problemas acabaram rs. Alguns incêndios, outros abacaxis, pepinos e meus relatórios que é bom nada, ficaram para amanhã. Logo no primeiro telefonema perigoso lembrei de uma barra de chocolate que ganhei do meu tio na semana passada e aí pensei, um pedacinho só não faz mal a ninguém, aí pronto! O mal estava feito. De nove as dezenove foram... hum... que vergonha... vou escrever, mas não façam mal juizo de mim... 160 gr de chocolate e 903 cal - pronto falei. Ufa... Isso ajuda, escrever ajuda... Amanhã vida nova, vou voltar com a minha tabelinha no sugar, vou marcando minha abstinência de hora em hora... Ainda bem que ninguém do meu convivio lê isso aqui (espero rs)... já pensou, iriam ficar me regulando... E escrevo cada coisa também rs.
O duro foi comer o chocolate, tomar água e sair para correr... Ficava tudo balançando. Fiquei com vontade de colocar tudo para fora,  aí fiquei Pensando se aquilo não era enjoo do exagero no chocolate, ou se era uma vontade meio bulímica... Isso me lembrou uma única vez que exagerei de forma exagerada... Foi quando ainda estava na escola e comi dois pacotes de biscoito de chocolate e fiquei cega! Não enxergava nada, tive que pedir pro meu pai me buscar e nem pude contar pra ele o motivo de toda aquela cegueira, guardei isso só pra mim até agora rs.

Ainda bem que hoje foi um treininho de 50 minutos porque foi duro ver aquelas gramas todas de chocolate balançando.
Agora estou aqui, sem jantar, enjoada, sem poder ver comida... Argh... Ainda bem que tinha emagrecido 600 gr no fim de semana, estava com crédito rs.

Quanto a questão de ontem, meu treino de hoje acabou com aquela música do No Doubt - It's my lifeee, don't you forgeeet / it's my life... It never ends... 
Aí pensei, vou me preocupar com acompanhante não, isso nunca foi problema pra mim, e não vou queimar a mufa com isso... 
Olha bem, gosto do comando, marido sabe disso rs... Mas ele sabe que sempre que pode manda em mim rs, até porque não casaria com homem bundão (eles precisam de autoridade) mas um caso desse não tem discursão. Serão cenas de um próximo capítulo. Vou aguardar.

Agora já posso esquecer esse atentado suicida? todo aquele chocolate? Acho que vou dormir para esquecer. Será que funciona?? 
não né, eu sei rs.
Será que comi tanto chocolate que nunca mais voltarei a comer chocolate? Será que suicidei a Chocolover que existia em mim? Me suicidei?
 

domingo, 9 de outubro de 2011

Precise-se de acompanhante

É agora estou com a corda no pescoço. Eu sabia que esse momento iria chegar mas não achava que fosse assim tão rápido.
Quando convenci meu marido de que iria para a Patagônia a proposta era que meu irmão fosse comigo (ele não corre muito, estaria tentando suicídio rs). Mas ele machucou o joelho, então não justifica meu pai pagar essa viagem para ele só para me acompanhar (já seria dificil convencer para correr, imagina para não fazer nada).
Meu pai e minha mãe corredores que poderiam me acompanhar chegam de viagem nesta data. E meu marido que também poderia me acompanhar vai passar 12 Dias fora no final de outubro, também não pode se ausentar mais uma vez da empresa. Olha só, deixei a galera viajar, os 3 vão estar juntos, não seria justo me deixar passar 5 Dias fora (dois eu vou passar dentro de avião e 1 correndo) vou segurar as pontas de tudo por aqui sozinha por mais de duas semanas.
Depois que casa é assim, não bastar só tomar uma decisão, tem que compartilhar e o outro tem que aceitar, duro isso rs..

Estou sem alternativas, não conheço ninguém que o Fernando confiasse que se bancaria só para me acompanhar e nem tenho condições de bancar ninguém. Aliás, não conheço nenhuma viva alma que esteja indo, se alguém souber por favor me avise.

Agora tenho duas alternativas: sigo o gene do meu pai e Levo isso em banho maria até o maridão voltar de viagem no dia 30, ou melhor espero até uns dois Dias antes da viagem, contando que ele vai esquecer o assunto nos próximos dias rs. Ou sigo o gene da minha mãe e já começo a discutir o assunto, argumentar, fazer promessas e etc. Ou sei lá, não sei rs. O provinha que tá me dando trabalho essa.
Se eu fosse medrosa ninguém me impediria de ir sozinha, tenho certeza.

Mais fácil seria se tivesse um acompanhante né :)

Bem, acho que seria muito mais fácil se tivesse um acompanhante :)

sábado, 8 de outubro de 2011

Balanço geral - Faltando 34 dias

Rumo ao K42 la final - Villa la Angostura - Argentina

Depois de uma sexta-feira meia complicada, onde um simples vôo Vitória SP me fez sair do trabalho as 11hs da manhã e chegar na casa da minha sogra em SP as 21hs, precisava de um sábado regenerativo rs, cheguei em casa tão cansada que comi e apaguei. Na verdade, tenho meio que uma relação boa com aeroportos, gosto deles... sério! Mas ontem foi exagero. O bom de tudo isso foi poder confirmar o sogrão que tenho, putz, se ele não for top no mundo, está entre os 10 mais, porque enfrentar 3 horas de trânsito para me atender sem estar programado não é qualquer um que faria. Isso porque ele ainda deixa o carro dele comigo quando venho pra cá, me leva nas melhores docerias, compra cruzadinhas pra mim etc etc etc... perdi o foco rs. Ontem Deus confirmou o cuidado que Ele tem pela minha vida, Glória a Deus por isso!

Voltando, voltando, voltando ao balanço geral. Tenho que confessar que meus treinos na USP mudaram completamente a cara de SP pra mim. Despenco 1h de carro até lá só para sentir aquele climinha Central Park brasileiro, vou te dizer que o volume de pessoas por metro quadrado "nas pistas" pode ser até maior que o Central Park no final de semana. Então agora tenho top 4 lugares para treinar: 1 - Vitória (Sempre) / e, agora não sei hoje como colocar o restante por ordem (que pode mudar de acordo com a fase da lua rs) sendo assim, ficam empatados 2,3,4: Central Park, USP e Leblon-Copacabana. Mas vamos combinar que são propostas diferentes, fica para um outro post. Perdi o foco de novo rs.

Conversando com o Virginio da JVM hoje me tranquilizei, ele disse que tem trechos planos, isso realmente me animou, aliás isso me deu um gás e tirou um peso das minhas costas. Peso que vem da minha chatice, escolho poucas coisas que não abro mão, e o que não abro mão eu viro o mundo de cabeça para baixo para fazer e quero fazer o mais competente possível. Então fazer uma prova como esta no escuro sabendo que posso levar até nove horas me deixava tensa. Agora estou mais tranquila.
Tive uma semana boa com dois treinos de musculação (muita perna e glúteo), treino intervalado de 1:20, treino de rodagem de 2hs, um longão de 2:20hs, e 30 km de bike. Achei relativamente bom, semana que vem está pior, ou melhor, melhor, quanto pior melhor.

É isso, continuo temerosa, mas confiante e contando com o máximo de apoio possível. Porque tá osso achar apoiadores morais, só vocês blogueiros mesmo para me dar essa força :)

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Descoberta a idéia fixa por montanha...

Finalmente consegui descobrir de onde veio parte dessa idéia fixa por provas em montanha, coisa que nunca fiz na vida e não faço a menor idéia de como me comportarei.
Os dois últimos livros que comprei, sem qualquer ligação ou motivo especial, foram sobre o Everest. Comecei com Ar Rarefeito, indicação do Sérgio Xavier da Runners e acabei seguindo com No teto do Mundo com Rodrigo Ranieri. Bem, só me dei conta agora que estou na metade do livro que sim, eles possuem uma ligação intensa, e que não, não tenho interesse em ser Alpinista e nem de morrer no Everest. Mas a leitura desses livros só podem ter influenciado alguma coisa, impossível não ser assim... será que é magia da montanha?? Deus me livre!

Me pergunto todos os dias onde fui me meter, porque pensa comigo: mal estava preparada para uma prova de 42 km normal, meu treinador disse que não dava, meu marido nem comentou (não deve ser fácil ser meu marido, mas deve ser bom porque ele continua apoiando minhas idéias, as vezes até financia rs)... faltam poucos dias, nunca fiz uma prova de montanha, e etc etc etc.

Agora estou aqui, sério, enlouquecendo, juro, ficando louca mesmo. Reservei a passagem, paguei os $ 200 de inscrição e me arrastando para treinar. Me arrastando porque estou assustada, vou sozinha, quem vai me abraçar na chegada??? rsrsrs vou chorar!!! Nem vi hotel ainda, se não tiver tô frita, mas como sempre deixo tudo para última hora sempre tenho que arcar com as consequências.

Bem, mas tenho uma capacidade de me auto recuperar em poucos minutos então: Fiz um excelente intervalado hoje, sábado vou para Sampa fazer mais um treino na USP e trocar mais umas idéias com o Virginio (já fez a prova duas vezes e diz ele que vou sobreviver), se é para encarar, vamos encarar! Já fiz coisas piores, o medo bate claro, mas passa rápido.

E Everest, para de atormentar, que coisa! Só me falta comprar outro livro desse sem querer querendo.

Ass: Leitora de Livros Compulsiva Anônima.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Matando treino!

Na verdade, estou matando um treino. Preciso escrever, preciso desabafar! rs
Segunda-feira, 9:40 da noite, e o treino de hoje seria musculação na hora do almoço e 10 km de corrida a noite, musculação ok, corrida até agora nada. Sai do médico muito tarde, estava chuvendo muito, apesar disso nunca ter sido desculpa para mim, hoje foi. A esteira do prédio continua ali, me esperando. Será que não está tarde?

Não sei porque motivo estou aqui deitada no sofá em frente a esse bendito computador abrindo e fechando minha planilha, abro e fecho, abro e fecho... vontade de comer chocolate gigante, me controlo!

Não é stress, acabei de voltar de férias. Não é por falta de notícias boas hoje, perdi medidas interessantes corporais.
Tá, tudo bem, voltar de férias para a realidade, algumas preocupações voltam junto, mas tudo isso faz parte. E tenha sempre em mente Katryny, férias não coloca a cabeça no lugar e não resolve problema algum, só descança o cérebro (que já é uma excelente notícia). Bom, amanhã volto para a terapia, se eu estiver num dia bom eu abro a boca rsrs, mas nunca posso falar de corridas, injustiça isso! Quem sabe não tomo uma patada logo de cara e entendo isso rs.

Bem, vou fazer assim, vou colocar uma roupinha de corrida e esperar meia hora para ver se a vontade chega. Se tiver alguém por aí na próxima meia hora para mandar uma palavra de incentivo eu agradeço rs, sei que é dificil, mas...

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Treino é Treino

Jogo é jogo, treino é treino...
Após toda aquela confusão para decidir vem a dura realidade rs. O treino não é fácil, ainda mais assim de última hora, ainda mais assim viajando, ainda mais assim...
A minha rotina tem sido dura, acordo entre 6:30 e 7hs da manhã e saio para correr antes que a trupe de maridos levante. Pude contar com a minha fiel escudeira, fico com pena dela porque me meter em roubada o risco é meu, agora e ela quem nem tem nenhuma prova em vista? a amizade faz coisas.
Bom não tenho muito espaço normal para correr, para fazer isso fora do condomínio onde estamos temos que atravessar um pantano, e pensar que estamos na terra dos jacarés não é lá muito agradável. Estou na civilização povo, é só uns 800 metros de pantano para chegar no espaço viável para correr.
Bom resumão, levanto cedo, corro muito e passo o dia inteiro andando até as 9hs, 10hs da noite. Então, hoje é o quarto dia e estou um BAGAÇO rs, sério... caminhão passou em cima e ninguém anotou a placa. Amanhã é dia de descanso, tão esperado.

Hoje cheguei cedo em casa para me recuperar. Corredor que tenta levar uma vida sociável normal sofre. Por isso que tem uns que chutam o balde e falam só de corrida, vivem de corrida, só comem o que a corrida permitem, só vão em festas que não antecedem a longões e são felizes assim :) ...
Eu por enquanto, ainda não perdi a paciência e tento viver nos dois mundo, apesar de achar que não vou perder a paciência não, sou bem paciente, e gosto muito dos meus amigos não corredores.

Aquisição do dia: Camelback. Será, será? será que vai rolar? será que sei usar?

domingo, 18 de setembro de 2011

Ufa... Tá decidido!!!

Enfim, decidi!!! Que luta.
Ontem começaram minhas férias com direito a um stop em Sampa. Claro que não poderia deixar meu longão de lado e fui conhecer como funciona a USP no sábado pela manhã, que lindo!!! Antes disso tenho que contar que consegui sair de férias sem meu amigo inseparável, o velho bom e batido Garmin, quase perdi o vôo e voltei em casa para buscar, mas minha loucura não chegou a tanto. Antes disso também tenho que confessar que não fui para na USP assim do nada, entrei antes em contato com o Virginio que já fez duas vez a corrida da Patagônia. Também não poderia deixar de contar sobre meu mais novo amigo em SP que graças a ele permitiu minha independência automotiva naquelas terras o Tam Tam, ops, TonTon, Tam tam porque mesmo sendo meu amigo ele já me meteu em muitas enrascadas - e pensar que demorei anos para aproveitar dessa amizade.
Blá, blá, blá, conversei com Virginio e a Ingrid, fiz um longuinho de 12 KM e tomei minha decisão.

O propósito inicial era Búzios, mas perdi as inscrições por uma vaidade besta (não conta para ninguém, mas fiquei dois dias pensando se conseguiria fazer longão de calça para enfrentar o matagal da selva de Buzios) ai, pronto, as incrições acabaram. Bola para frente. Querida Búzios, se gostar desse negócio de montanha, me aguarde no ano que vem, serei a primeira inscrita ;).

Curitiba, Baleias queridos, só faria esta prova neste momento única e exclusivamente por vocês. Queria uma maratona diferente ainda esse ano, mesmo que isso me custasse a vida rs. Ai, pensei, vejo todos vocês na Pampulha, pronto! Curitiba pode acontecer em 2012.

E Patagônia meu bem, chegou sua vez. Here go baby!!! Acabei de emitir minha passagem... Uhuu...
K42 La Final, você chegou assim, sorrateiramente, e mudou tudo! Há 10 dias nem sabia que você existia. E agora tá aí, transformando minha rotina.
A Ingrid e o Virginio de SP vão me ajudar com as inscrições e vou sentar o pé na estrada nos treinos. Férias na minha vida é correria maluca, porque vou ter que madrugar para o marido não sentir meus treinos e vou passar por dois lugares alternando temperaturas de calor e frio. Dia 30 estou de volta a Vitória, terra querida.
Vou tentar atualizar por aqui meus treinos para não me perder.

FALTAM 54 DIAS!!! A contagem agora é assim...
Obrigada pelo apoio blogueiros, vocês me ajudaram na decisão.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Qual a força que te move?

Hoje sai para treinar com isso na cabeça. Sai do trabalho sob um temporal Pensando com meus botões se aquilo já não estava virando loucura.
Mas aí isso me veio na cabeça... Qual a força que me move? O que me motivativa a querer correr cada vez mais distante... Aliás essa última semana só tenho pensado nisso. O que um teste de resistência nesse nivel significa na minha vida?
Depois de muito devagar e ouvir o que os mais chegados pensam tive a certeza que não faço isso para provar nada para ninguém (seria loucura), não faço isso para provar nada para mim (se estou encarando o desafio é porque acho que sou capaz, se acho que sou capaz não preciso provar nada) e não faço isso como fuga (existem formas de fugir menos complicadas).
Faço isso por puro prazer, por vontade de chegar, porque gosto do vento na cara, gosto do ambiente, da adrenalina, da linha de chegada... Nada muito especial, apenas vontade... Cada um gosta do que quer, hoje o que eu gosto é de correr, e o que me motiva são ambientes e desafios diferentes. Amanhã tudo pode mudar. Até porque tudo muda o tempo todo sempre.

As vezes as pessoas ficam tão assustadas com as minhas escolhas que por alguns instantes me fazem pensar que tudo isso não passa de devaneios. Mas logo chego aqui e vejo que meus desafios são pequenos perto de tantas histórias de sucesso e superação encontradas em blogs. Quero agradecer a todos vocês blogueiros que fazem com que me sinta normal :) (ou somos todos um bando de anormais vindo de outro planeta? Deixa pra lá rs).

Quanto a minha escolha de novembro, estou quase em paz, viajo amanhã e precisava deixar isso resolvido. Vou dormir e acordar com uma boa idéia, eu tenho certeza. Queria todas!!! Cheguei até a cogitar, juro!! Mas o marido disse que só voltaria a falar comigo em janeiro, e meu joelho não sobreviveria a tanto rs. Búzios, acho que está distante (valeu a super ajuda Ricardo) e a Patagônia, ahh a Patagônia arde em mim (é muita vontade, já tive oportunidade de subir aquelas montanhas de neve com uma prancha no pé e juro, é uma das cidades mais bonitas que já conheci, gostaria muito de voltar com uma outra proposta como esta). Mas e Curitiba? Perderia eu a festa dos Baleias??? Ai meu Deus...
Aí pensei, e se eu fizer a Patagônia e for para a Pampulha e copiar o Júlio sendo Baleias por um dia? Seria eu aceita por algumas horas? Estaria eu perdoada por perder a festa em Curitiba e a grande estréia da Dani?? Gente, não tá fácil rs. Mas amanhã essa novela tem que terminar, Jesus me Ajuda! (nessas horas temos que recorrer ao sobrenatural)

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Uma luz no inicio do túnel...

Aqui estou eu há 60 dias de alguma maratona pedreira, ou de Buzios, ou da Patagônia ou de Curitiba. Estou no início deste túnel e o querido amigo blogueiro Ricardo http://runforfree.blogspot.com me ajudando com a dificil inscrição para Búzios.

Bom, não posso perder tempo! Tenho uma confusa planilha sem areia e sem ladeira por enquanto. E nas últimas 36 horas fiz um treino de musculação e um treino de 18 km sendo 4 km de sobe e desce em ladeiras.

Estou aqui com um calendario na mão já um pouco rabiscado e apenas uma certeza, maratona, você vai ter que acontecer em novembro. Seja lá onde for, seja lá o que for, com ou sem ladeira, com ou sem areia.

Acho que esta noite vou partir para um treino com areia. Tenho alguns obstáculos nos 10 ultimos dias deste mês, então é melhor fazer areia logo.

obs: Quanto mais eu pesquiso sobre o percurso de Buzios ou da Patagônia menos eu encontro rs. Não faço a menor idéia de quantos km's de areia irei encontrar. Assim que bater o martelo me assessoro melhor.

domingo, 11 de setembro de 2011

Jogaram areia no meu tênis

Sim, isso mesmo. Estava quase certo que iria participar da Maratona de Buzios, mas não tinha feito a inscrição ainda porque não consegui parar para estudar a prova. Domingo passado fiz isso, assisti uns videos e li alguns relatos. Confesso que me assustei!!! Principalmente porque faltavam apenas 2 meses e meus longões não tinham passado ainda de 18 km's, como sou ansiosa gosto de sofrer cedo. Conversei com meu treinador, discutimos algumas coisas e pronto, na terça-feira as inscrições acabaram, evaporaram, sumiram, esgotaram, desapareceram e me desolaram... Senti um vazio enorme dentro de mim rs. Sabia que não iria dar para me preparar tanto assim, mas como Buzios é bem perto, seria uma experiência sem muito compromisso. Afinal o objetivo agora era uma experiência com montanha para o grande objetivo maior que ainda está sem prazo, a ultra Comrades. Só vou colocar uma data para ela quando vizualizar uma possibilidade de sobrevivência nos 89 km's. Bem, mas não adianta chorar pelo leite derramado, acabou acabou, para a felicidade geral da nação...

Tá, a realidade, fiquei mal. Perdida... Tentaram me convencer dos 42 de Curitiba, mas a vontade de subir montanha FICA aqui batendo no meu peito. Sei que não tenho experiência alguma, sei que sofro com uma misera subidinha de 200 metros, mas queria tanto, queria tanto que pesquisei, pesquisei e encontrei a final do K42 :) - não me chame de louca por favor. 12 de novembro, Villa La Angostura, Patagônia, 38 km de subidas e descidas :) - liguei para o prof's e ele disse que não dá tempo e eu acredito que não dê tempo de fazer uma Maratona bem sucedida como foram as 2 que fiz até hoje. Mas e quanto a possibilidade de uma Mara sofrida, rola não?? Fiquei o feriado inteiro, vou, não vou, vou, não vou, vou, não vou, me voy?? Marido liberou com muito custo e muita chantagem, milhas até Bariloche ok (te amo Bradesco fidelidade), inscrições ainda existem. Li um relato da CR que me dasanimou, mas li um relato o blog do Daniel que me animou. E agora? Preciso decidir. Amanhã vão faltar apenas 2 meses. Não quero parecer uma criança mimada que quando quer uma coisa, sapateia e chora até conseguir e depois arca com as consequencias... Mas queria tanto... E se eu morrer amanhã? E se eu não tiver saúde amanhã?? Será que não era melhor ir logo?? rsrsrs... Sem chantagem Katryny, sem chantagem...
Não vou dormir. Vou sair agora para fazer 18 km com todas as ladeiras disponiveis por aqui pra ver se clareio as idéias...
Helpppppp

Video que me inspirou:
http://www.k42trailrun.com/index2.php

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Nada justifica o sumiço...

Nada justifica o sumiço, mas mesmo assim não custa tentar.

Então este é um post chato chamado justificativa chatas mas importantes até para registro. Fiquei envolvida com isso e não tinha ânimo para escrever antes de ver algum resultado.

No dia 01 de agosto comecei uma dieta restritiva, cortei o gluten e o açúcar. Eu sei isso não é dieta de corredor, mas preciso diminuir meu peso - questão de honra. Não tenho problemas com o espelhos (tks God) mas tenho um sério problema com foto de corrida (só as de corrida mesmo), é punk... essa fotinhos me matam, me quebram, me irritam... sou chata mesmo, tento fazer o melhor que posso para melhorar (meu pai é assim e me deixou essa coisa horrível de herança). Desde que comecei a correr meu peso não baixou, posso ter perdido medidas, mas balanças me odeiam.

Chega de balela e vamos ao que interessa. Primeira semana perdi 1 kg (pode até ter sido massa magra, mas doesn't matter, uma coisa de cada vez). Minha vontade de doce sumiu sem o gluten, minha vontade de comer também (a vida perdeu o sentido rsrs).
Resolvi também fazer um investimento alto em médicos, não poderia fazer isso sem a ajuda deles. Poderia me matar.
Estou com o um Clínico especializado em sindrome metábolica, um Otorrino, uma Nutricionista, um Fisioterapeuta, uma Fonoaudiologa, uma psicologa (exames cognitivos) - fora a terapia que continuo fazendo. Uma média de 10 consultas com cada um. Fali!!! Mas sigo em frente.
Em 4 semanas perdi 3 kgs, 3 cm de cintura, 1,5 cm em cada braço, 3,5 cm em cada perna (uau) e dois de quadril (essa bunda não tem jeito, não vai nunca, ainda bem que não vejo rs).

Bem é claro que meu desempenho na corrida não tem sido dos melhores, mas continuo correndo 3 X por semana com longões de 18 km, malhando mais 2 X sem falhar. Se tivesse começado isso aos 20, não teria que passar por tudo isso hoje. Mas tudo bem, nunca diga que os dias passados eram melhores rs.

Sei que é polêmico tudo isso, mas faço o que posso. Consigo comprar pão sem gluten e outros alimentos que me dão energia. A maratona de Buzios continua em vista e assim vamos correndo. Porque desistir não faz parte de mim.

Saudades blogueiras,
Katryny

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Bike, seu dia chegou!

Finalmente tomei coragem... depois de uns 18 anos sem dar uma volta de bike resolvi encarar de frente o desafio, tenho trauma porque caia muito (minha prima Juju que o diga... já tivemos um acidente grave comigo no guidon, temos marcas até hoje, só me lembro do sangue no rosto rs).

Bem não sei nem por onde começar... pedi a bike e o capacete do marido emprestado, coloquei uma roupa de frio para em caso de acidentes não ralar o joelho e cotovelos, e fui fazer um teste na garagem sob o olhar preocupado do Fernando. Ele me falou o básico sobre marchas e defini o lado esquerdo no médio e o direito próx. ao mais pesado.
Tive medo da ladeira lá de casa, então desci com ela na mão mesmo, coloquei o Garmin para funcionar e fui! ... Fui quase atropelada nas três ruas que tive que atravessar... não é legal andar em horário de rush, muita gente, muito carro.

Quando finalmente cheguei no calçadão respirei e comecei a imprimir um ritmo que achava interessante para a primeira vez, tive a certeza que amo vento na cara (igual ao meu cachorro) coisa que a corrida não permite na velocidade que ando correndo. Tá, vento a parte, tive vários desafios tipo: - passar por um ponto de ônibus lotado; atravessar um pontezinha (descobri que não tenho coordenação nenhuma pelo lado direito - cambaleie); fazer ultrapassagens em bicicletas lerdas d+; skates; corredores na pista de bike (isso pode, super respeito rs); mudança de marcha, etc etc, etc.

Resuminho do treino: 12 km em 47 minutos. Pace de 3:55. 15,3 kmh.
Achei bom para o primeiro dia. Só preciso investir agora numa bermuda de bunda ou num banco novo que a minha bunda não foi suficiente para amortecer. Hoje não sei se sinto dor quando levanto ou quando sento :). Mas a perna está ok, nem senti. E vou te falar uma coisa, foi um treino bem divertido, cada situação nova que passava começava a rir (muito) e quando lembrava da minha infância nas duas bicicletas que tive (rosa e laranja) ria ainda mais. Foi muito bom!!!

Calendário da semana:
Segunda: malhação
Terça: Intervalado - 16 tiros de 400 metros sendo os dois ultimos tiros com pace de 4:50 (quem diria)
Quarta: malhação e bike
Quinta: Corrida, rodagem - 10 km
Sexta: descanso
Sábado: 10 km
domingo: descanso

E fora isso tudo, trabalhei, cuidei do marido e tive uma vida social bem ativa, porque hoje ainda é quinta-feira.

obs: Na volta do treino arrisquei fazer ums contas rápida e percebi que estou muitooo, mas muitooooo longe para um iron, nessa velocidade de hoje levaria exatas 12 horas para terminar só os 180 km de bike, mais 5 horas paras os 42 de corrida, mais umas 4 horas para os 4 km de natação e se tudo desse certo sem parar para ir ao banheiro eu terminaria todo o percurso em 24 horas kkkkkkkk. Acorda Katryny!!!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Meia Maratona da Caixa - Eu fui!!!

Depois da Loucura de ir sem nem olhar para trás, cheguei... E o Rio de Janeiro continua lindo!

Fui buscar o Kit do meu prof's e fiquei com vontade de chorar claro. Ali em pleno no MAM, fiz uma promessa de que jamais ficaria sem inscrição para a Maratona do Rio, se assim Deus permitir. Tá louco, é a maior festa de corredores no Brasil, e eu vou ficar de fora? nem pensar. É o percurso mais bonito do Brasil (quem sabe até do mundo) e eu vou ficar de fora? nem pensar. Promessa feita, e agora é contar com a ajuda dos amigos (como é bom ter amigos queridos, e isso eu não posso reclamar).
A Natália me ajudou com o Kit de uma mineira Denise que salvou minha vida), Kadu e Fabiane me ajudaram com o hotel, e Papai chegou mais tarde pagando o hotel (aêe, a minha cia tem que valer alguma coisa). Então só gastei com a caríssima passagem aerea de última hora. Mas quer saber, faria tudo de novo, pagava o hotel, tudo!! Só não dava para ficar em Vitória.

Resumão da história, a prova foi espetacular! Passar no animado tunel do joá não tem preço, a animação da torcida é indispensavelmente estimulante, a presença do amigos é mais que importante e a sensação de cruzar a linha de chegada é adrenalina pura. Cruzar com um tempo quase 10 minutos menor que sua melhor meia maratona então nem se fala...
me matei no final, mas passei sob o portico com 2:09:57 e 21.68 km. Pace de 6:01. Uma maratona sub 4h começa a ficar real para mim.

Obs: O Jantar de massas no La Mole sempre com amigos blogueiros queridos, Miguel e os baleias quase me conveceram a correr a Maratona (tive que me concetrar para não ceder rs), a Meyre, a Drica, todo mundo junto e misturado. A Maratona do Rio já começa no La Mole em Botafogo.

Largada no Pepê, um amanhacer maravilhoso e uma meia de compressão horrível rs (tenho que aguentar + alguns meses)



Vibração da Chegada



Depois coloco mais fotos. Preciso juntar com os amigos.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Maratona do Rio no Domingo

Bom, não fiz inscrição para a maratona do Rio porque não emendei os treinos longões. O máximo que fiz após a maratona de POA foi um treininho de 18 na semana passada (se arrependimento matasse tinha morrido rs). Nem fiz a insc. da meia também.

Mas vou te falar, bateu um desespero essa semana e acabei surtando - não dá para ouvir todo mundo falar da prova e ficar de fora, não nasci para isso. Bati o pé em casa e consegui uma carta de alforria por 24 horas. Vou para o Rio no Sábado e volto no domingo. Fazer bem o quê eu não sei, só sei que foi assim. Na verdade já sei sim o que fazer, meu longão de sábado no domingo nas praia cariocas :)
Gostei! Tô covencida então!

Dor de cotovelo danada. Nunca mais fico sem inscrição, sem longão, sem nada. Dói não correr a maratona que me lançou no mundo dos 42 km rs. Dói mesmo tá?

Agora só preciso desesperadamente de um chip de meia maratona para registrar meu tempinho. Estou quase conseguindo, mas deixo claro que ainda não consegui.

Treinos da semana:
Musculação
10 Km em ritmo forte - 1:03:21
10 Km intervalado - 5 tiros de 1 km - 1:01:17 - acho que esse foram os 10 km's mais rápidos que já fiz em treinos.
Musculação

E agora aguardando o treino fantasia de domingo para fechar a semana.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

In Love

09/07 - sábado - Realmente não tenho como negar, me apaixono mesmo... e o longão foi alvo de todo esse sentimento, decidamente sou apaixonada por longões. O longão faz por mim o que ninguém faz rs.
Eu já me empolgo pelo longão logo na sexta. Durmo cedo e me preparo psicologicamente (na verdade o único dia que tento não marcar compromisso algum). No sábado dou um pulo da cama feliz da vida e me arrumo rápido para não perder nenhum um minutinho.
Hoje especialmente, o sol estava lindo, o dia estava agradável com temperatura amena (também sol louca pelo sol, energia que dá força). Coloquei meu radinho para adiantar uns km's antes de encontrar com a galera. O radinho também estava de bem comigo... Selecionou 3 músicas inciais muito empolgantes.
Depois desse breve inicio, encontrei com a galera correndo toda juntinha, que bonitinho, me juntei também!
Por motivos de força maior corri com uma meia de compressão. Não sei avaliar ainda se foi bom. Um coisa é certa, ela pressionava tanto meu pé que ele não podia ficar no chão, sempre em movimento no ar.
Resultado desse longão: Foram 18 km com direito a ladeira num ritmo melhor que meus últimos 18 km sem ladeira. Se aqueles foram bons, esse foram sensacionais!
Terminei com vontade de quero mais. 1h55 - pace médio de 6:30 - amentou devido as subidas.

Experência da semana: fiz uma fotodepilação que diz ser definitiva. Oh God! Pra quê? em time que está ganhando não se mexe, a cera ainda estava ganhando. Na metade da sessão a moça disse que eu teria que ficar 10 meses sem tomar sol. Dez meses?????? não não, isso tem que mudar. Tive que correr com uma meia de compressão no meu longão, não sei se gostei, vou pensar. E tem mais, não pude correr porque essa coisa não pode superaquecer a pele. Que isso gente? corredor não pode fazer essas coisas.


Experência da semana passada: Descobri tudo, depois de uma semana hiper tensa, brigando com meio mundo percebi que essa história não tem nada a ver com Bioritmo, e sim porque usei um remédio durante 30 dias com alto indice de cafeína (não tomo café). Como interrompi abruptamente, ganhei uma cefália nunca vista na história da minha vida e mais outros sintomas relacionados a abstinência. É eu sei, deveria ir em algum médico especializado, não deu, e também não aguento mais médico que só sabe prescrever remédio e não se preocupa com a verdadeira causa do problema - abaixo consulta de 5 minutos. Por via das dúvidas estou com horário num médico especializado daqui a muitos e muitos dias quando provavelmente não lembrarei mais o que aconteceu.