Era uma vez uma futura maratonista com um sonho muito distante de completar os 42.195 km. Tudo começou em 2008 com uma vontade de mudar de vida e transformar lazer em benefício estético e psicológico. As pequenas corridas foram completadas e os objetivos sempre aumentando. Em julho de 2010 tudo mudou, virei maratonista e comecei a sonhar com as ultras distâncias. Em julho de 2012 virei oficialmente Ultra e agora planejo futuras distâncias que me desafiem cada vez mais. Me descobri desesperadoramente apaixonada por km's.

Agora tenho o ano de 2013 inteiro para fazer o que for preciso para quem sabe ser aceita na BR 135 Solo em 2014. Trabalha e Confia!


Carrego no peito as medalhas e na memória os melhores momentos da minha vida.

Próximos desafios:

03 de Novembro de 2013 - Maratona

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Imagens BR 135 2012

Tentei me dedicar as filmagens para tentar fazer um video legal, mas não sei se será possível porque ou você corre ou você grava, mas aguardo e verei.

Para fotografar contamos com os conjuges :) ... segue algumas.

Foto largada



Antes da minha primeira parte com Maria Luisa, netinha do João (ele já tinha começado a prova), nosso apoio motivacional, aqui ela fez um mapa do Pico do Gavião para ninguém se perder. Ela aguentou firme e forte 38hs dentro do carro, futuraultra com certeza.



O João sabe brincar!!! Até o carro ele plota.



Chegando do meu primeiro trecho de 16 km



Após um banho e indo para o primeiro trecho noturno, até aqui já tinha acumulado 46 km. Lavou, tá nova! Muito bom o banho, revigorante apesar do muquifinho.



200 km de Terra



17 km de Asfalto



E aqui, tudo era possível... Aqui neste ultimo trecho onde a piores noticias rolavam sobredelirios, sobre morros... Mas também rolam expectativas de melhores tempos, de chegar inteiro, vivo... de completar, etc... Um misto de tudo.
Para mim, era só uma possibilidade real, fazer 110 km (e a partir deste ponto faltavam 17).

Então era colocar o colete obrigatório a partir das 18hs e preparar a mochila.



Mas rapidamente o tempo começou a fechar e eu comecei a me preocupar.



Mas deixa o temporal para lá, afinal, ele ainda não chegou, o importante é que estava muito feliz, não dava para esconder, me sentia muito inteira ali.



Então tchau povo, até mais. O João sofreu comigo coitado, eu descansada, e ele após 200 km seguidos tendo que ouvir meus delírios, porque como eu falei viu, falava que nem uma tagarela, e ainda liguei o GPS para ter dados analiticos, acho que depois daquela foto ali ele queria me afundar naquele barro, principalmente durante a chuva rs. Olha o tempo fechando lá atrás.



Ufa!!! Chegamos!!! Ufa nada, só o chegamos já era o suficientemente feliz, sem o ufa.



Como eu gosto de tudo isso, droga!!! droga de vicio! Queria muito viver disso, viver para isso e para Deus claro (em primeiro lugar sempre). Mas não dá né? eu sei. Tenho uma grande família e grandes amigos (quase irmãos) que também me fazem feliz. Vamos deixar acontecendo, tentando me controlar, sei que sou meio sem controle, mas juro que eu me esforço, é sério, faço um trabalho mental Level Hard. Mas é punk rs.

7 comentários:

DricaPeixoto disse...

Brilhante desafio! Feliz a hora em que vc seguiu sua intuição e foi correr aquela prova de 7h, foi ali que vc foi convidada para este desafio.
Aposto que viveu emoções inesquecíveis, dá para notar pelas fotos ... lindas fotos!

Beijo e boa preparação para os próximos desafios ;)

Sergio disse...

Katryny
parabéns!!! as fotos estão lindíssimas também!
bjs
Sergio
corredorfeliz

elis disse...

que maratona é essa dia 15/4? tô curiosa rsss ;)

lindas fotos!
deu pra ver que a aventura foi das melhores!

bjs
http://elismc.blogspot.com

Dani disse...

Deve ter sido emocionante. Linda as fotos.

A maratona que vc se refere é a de BH?

Bjos,
Dani
correndoemagrecendo.blogspot.com

Katryny disse...

Ei Drica, é verdade, bem lembrado!!!
A Patagônia abriu meus olhos e meu caminho rs.
Beijos

Katryny disse...

Obrigada Sérgio.
Beijos

Katryny disse...

Ei Dani e Elis,
vou contar então rs.
É a maratona de Paris, vou com a minha mãe que ela vai fazer a primeira Mara dela. Emoção na certa não é mesmo?
beijoss meninas

Postar um comentário