Era uma vez uma futura maratonista com um sonho muito distante de completar os 42.195 km. Tudo começou em 2008 com uma vontade de mudar de vida e transformar lazer em benefício estético e psicológico. As pequenas corridas foram completadas e os objetivos sempre aumentando. Em julho de 2010 tudo mudou, virei maratonista e comecei a sonhar com as ultras distâncias. Em julho de 2012 virei oficialmente Ultra e agora planejo futuras distâncias que me desafiem cada vez mais. Me descobri desesperadoramente apaixonada por km's.

Agora tenho o ano de 2013 inteiro para fazer o que for preciso para quem sabe ser aceita na BR 135 Solo em 2014. Trabalha e Confia!


Carrego no peito as medalhas e na memória os melhores momentos da minha vida.

Próximos desafios:

03 de Novembro de 2013 - Maratona

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Dormindo com o Inimigo

Feriado, acordo eu toda serelepe para mostrar o video que eu descobri ontem de madrugada para o marido, feliz da vida.
Mal sabia eu o sermão que me esperava kkkk
Antes de começar o video começou:
Ele - bom tocar nesse assunto, você escolheu um vôo que não tinha mais vagas para mim ir com você (rsrs, amigos, vcs acompanharam minha saga enquanto ele estava viajando, fiz o que pude, estava topando qualquer negócio, a cia aerea que me colocou onde deu)

Depois que o video começou:
Ele - Você está querendo se matar! (gente, amigos blogueiros, me salvem e expliquem para ele que vocês fazem coisas muitoo pior, isso ai é fichinha para vocês, tipo, apresentem para ele Bertioga - Maresias ou 24 de corrida ou BR135, sei lá)

Aí depois veio o pior dos piores, por que até então eu estava rindo e levando com bom humor.
Ele - Você vai voltar com as unhas todas pretas!

Ahhh não, isso foi praga??? aí fiquei puta, porque isso não admito, uso um tênis pesado da Mizuno e do tamanho de uma lancha para isso não acontecer (depois de muitos testes e muitas marcas foi a única forma que encontrei de não ter bolhas e unhas pretas). Aí ameacei... ai dele se eu voltar se quer com alguma bolha ou um pedacinho de unha preta, e agora a campanha de oração para mim voltar sem sequelas quem vai fazer é ELE. E tem mais, também não vai me acompanhar mais não, prefiro ir sozinha e sem minha maquina fotográfica. Pô, torcendo contra!

Povo, isso não é papo de gente fresca, não ligo de chegar toda ralada, estrupiada (caio muito) mas unha preta não, por favor, unha preta "num guento".

Vai fazer compra de supermercado sozinho também! Preciso de um tempo para me recuperar, castigo! :))
Acho que acabei me dando bem nessa história toda - agora que ele foi fazer o que eu não gosto sozinho, está perdoado até a minha volta. E se eu voltar com meus pés impecáveis ele continua perdoado :) ... não vou pensar nem no caso contrário, porque quero meus pés INTEIROS! Sem bolhas e sem unhas pretas como tem sido nas últimas maratonas e nos últimos treinos com muita ladeira.

Bom segue o video da altimetria da prova que foi publicado ontem - motivo da guerra
Salomon K42 Adventure Marathon NOAF



Outro video legal sobre a prova - edição 2006

8 comentários:

disse...

Olá Katryny! Muito legal seu blog! Fica tranquila que vai dar tudo certo! É isso aí, energia positiva!

Abraço!

Katryny disse...

Valeu Fê!
Obrigada pela força ;)
Bjs

elis disse...

ah, Katryny, judiaria colocar esses vídeos aqui!!! pronto, agora vou passar o dia com essas imagens me seduzindo, me atiçando! kkkkkkkkk

e quanto ao marido... bom, se considere uma pessoa de sorte que por enquanto é só o marido! kkkkkkk aqui em casa é o marido e os meus dois filhos! kkkkkkk meus filhos me diziam, antes de Bertioga: "Mãe, seus dedos vão cair se você correr 75km!" pode, isso? dá vontade de deixar um mês de castigo! rsrsrsrs
podemos sugerir a nossos maridos que fundem uma ONG pra dar apoio psicológico aos maridos e esposas de ultramaratonistas! kkkkkkkk por que deixar de correr ultra a gente não vai, né;)

quanto às bolhas e unhas pretas... isso depende mais da relação entre seus pés e seus tênis que dá distância que você vai correr rsrsrsrs
fiquei com unhas pretas e cheia de calos na Maratona de São Paulo, em 2010, porque escolhi o tênis errado... mas passei 8h correndo os 52km de Urubici, e não tive nada... passei quase 7h correndo os 50km da Green race, e nada de bolhas ou unhas pretas... passei 10h pra correr aqueles 75km de Bertioga-Maresias, e mais uma vez, nada de bolhas ou unhas pretas... e nas provas de 24h, só tive um pouco de bolhas, mas nada de unhas pretas;)

muito bons os vídeos!!! fiquei babando de vontade de subir aquela montanha quando vi o bonequinho todo animadinho subindo, bem tranquilo rsrsrsrs mas e aquela cerca de arame farpado?!!! já se imaginou toda ninja rastejando pra passar?! kkkkkkkk

você vai curtir muito esta aventura, Katryny!
só peço uma coisa: conta tudinho, mas tudinho mesmo, pra gente aqui em seu blog;)

tô na torcida por você!
vai dar tudo certo!
e mais: tenho a sensação de que você vai gostar da brincadeira mais do que imagina;)

bjs

Katryny disse...

Elis, seu comentário veio em excelente hora...
salvou a pele dele kkkkk
quer dizer que praga de marido não pega assim não né??? kkkkk
Ele pode voltar do supermercado agora tranquilo como um grilo que não vou querer mata-lo kkkkkkk
vamos comigo??? vamos????
saio de carro daqui hj, passo ai e te pego e em menos de 4 dias chegamos lá :) ... vamos, vamos??? olha a louca falando kkkkk... minha mãe jura que eu tenho juízo rsrs
Com essa minha memória de peixe vou ter que levar um gravador para contar toda essa história.
beijooo

Edu disse...

Oi Katryny!Tive que rir sozinho aqui...Comigo acontece o mesmo aqui(só mudam as posições marido/esposa).Não tenho bolhas ,acho que porque fui criado de pé descalço e ,como diz a minha esposa já virou um casco de cavalo!Já as unhas pretas sempre aparecem.Acho que depende ,além do tênis , da estrutura da propria unha mesmo.Voltei do Desafio Praias e Trilhas com umas 3 unhas pretas e vários cortes e arranhões pelo corpo (inclusive no rosto,rs).Parecia que tinha lutado com um gato,kkkk.Mas o que pegou mesmo foi a ensolação.Levei um torrão mesmo usando fator 65!
Antes da corrida eu tive que ouvir aquele discurso: vc não vai conseguir, está se recuperando de um acidente,ficou muito tempo parado,não treinou que chega,etc.To aqui resumindo pra não te assustar,rs. Depois da corrida foram as marcas de sol nos braços e pescoço(mais um sermão da montanha).
Eu tenho realmente inveja dos casais que correm juntos ou que estão sempre juntos nas corridas! As minhas batalhas nas ultras começam bem antes das provas ,preparando o terreno em casa, conseguindo os "alvarás de soltura" para os intermináveis treinos e para as corridas em si.Não tem jeito.Que as esposas e maridos nos entendam ou façam a sua ong mesmo como disse a Elis! Bjos e boa prova(vc já é uma vencedora!)!!!

Carlos Lopes disse...

Oi. Adorei o seu blogue, irei colocar no meu

Anônimo disse...

Edu, eu que me acabei de rir aqui com seu comentário... te imaginei chegando todo estrupiado em casa... quer dizer, ouviu quando saiu e quando chegou.
Fiquei aqui pensando, eles acham que é fácil enfrentar esses desafios, primeiro nos convencemos a fazer e depois vem o pior, convencer a outra metade que de longe gosta desse tipo de coisa kkkkk
coisas da vida...
bjos
Katryny

Anônimo disse...

Bem Vindo Carlos!
Vou te fazer uma visita!
Um abraço
Katryny

Postar um comentário