Era uma vez uma futura maratonista com um sonho muito distante de completar os 42.195 km. Tudo começou em 2008 com uma vontade de mudar de vida e transformar lazer em benefício estético e psicológico. As pequenas corridas foram completadas e os objetivos sempre aumentando. Em julho de 2010 tudo mudou, virei maratonista e comecei a sonhar com as ultras distâncias. Em julho de 2012 virei oficialmente Ultra e agora planejo futuras distâncias que me desafiem cada vez mais. Me descobri desesperadoramente apaixonada por km's.

Agora tenho o ano de 2013 inteiro para fazer o que for preciso para quem sabe ser aceita na BR 135 Solo em 2014. Trabalha e Confia!


Carrego no peito as medalhas e na memória os melhores momentos da minha vida.

Próximos desafios:

03 de Novembro de 2013 - Maratona

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Meia Maratona de Vitória - Volta da Ilha - 20 de Setembro

Sai de casa para esta prova tensa, com medo e sem saber o que ia acontecer. Já na largada percebi que tinha poucas mulheres e pensei, só vieram as loucas, tô frita.
E literalmente FRITEI! Estava um calor enorme e comecei a sofrer logo no início no km 6, estava tão sensível ao calor e ao sofrimento do início que até chorei (:p) .
No Km 10 quando estava na última das 9 ladeiras da prova, papai me encontrou, putz, estava ruim, cansada, desidratada, só tinha tomado água quente (organização zero) querendo desistir quando no km 10 encontramos um táxi, aí pensei, o que vou escrever no meu blog?? Fracasso total??? Não sou nada guerreira??? Rs
Papai me incentivou a continuar, continuei mas pensando em pegar um busão lá na frente, e essa idéia não saia da minha cabeça em momento algum. Comecei a intervalar, andava uns 200m a 500m e corria 2Km. Aí, você sabe, a coisa desanda de vez, porque não consegue mais correr seguido, e andar te faz mal, e encontrava gente passando mal com câimbra na calçada (salvei duas pessoas com sal) e tomava água quente a cada 3 km. O calor estava tão grande que jogava água até na minha cabeça. E tomei muita água, mais do que deveria, eu acabava de tomar água e 300 m depois sentia minha boca seca igual ao que eu nunca vi na minha vida. Papai me salvou, pai é pai mesmo, corria com duas águas na mão para mim :). E assim eu continuei, SOFRENDO, FRITANDO, MORRENDO, com o coração acelerado e querendo pegar um busão.
Tudo que eu queria era chegar. Na minha cabeça só passava o seguinte: sua boba, você tinha que ter treinado o suficiente, treino duro prova fácil, treino fácil, prova morrendo. Nunca mais isso vai acontecer, nunca mais faço uma prova sem treinar. Nunca mais fico sem beber água no dia anterior a prova para não desidratar.
Bem, resumo da ópera, cheguei capegando, quase derrubando os cones, tropeçando nas pernas, quase sem oxigênio no cérebro. Mas cheguei!!! E cheguei com outra cabeça. Com certeza se não treinar o suficiente para a maratona do ano que vem, não vou participar. E como eu quero muito participar eu vou treinar mais do que o suficiente. Tempo: 2h44 / Calorias: 1.300 / o resto eu não sei porque cheguei tão louca que só fui desligar o cronometro 30 minutos depois.

FOTO DA LARGADA



FOTO DA CHEGADA



PERCURSO



Garmin Connect - Activity Details for Untitled

3 comentários:

Mark Velhote disse...

Olá,

Ainda bem que terminaste senão eu ia cobrar hein!!! rsrsrs
Agora a sério, muitos parabéns pela determinação e por teres conseguido acabar debaixo do calor que estava nesse dia.
A organização não esteve nada bem no capítulo dos abastecimentos e isso ainda dificultou mais...

Mas tudo está bem quando acaba bem e na próxima vai sair melhor de certeza.

Grande Abraço

Mark

Juliana Elisa disse...

Ei Ká.. mais uma vez venho parabeniza-la!!! Sempre q posso venho ler seu blog.. Adoro!! É como qdo leio um livro.. nao da vontade de parar!!! Quem sabe uma dia escreve um livro : Diário de uma maratonista. Eu vou ler com certeza.
Beijo grande
Juliana Elisa

Katryny disse...

Ei Mark, realmente isso também fez diferença para mim terminar a prova, fiquei imaginando a cobrança rsrsrs. Rumo a próxima agora!

Oi Jú... brigadão pela força... uma ótima idéia essa do livro hein, quem sabe depois que eu correr uma maratona eu não escrevo :)

beijos a todos

Postar um comentário